quarta-feira, 12 de novembro de 2008

A INTELIGÊNCIA E A FORÇA

Desde que o mundo é mundo, há uma luta titânica entre A INTELIGÊNCIA, queengrandece, e a FORÇA, que degrada. No avançar dos anos, o homem progrediuno campo material. Partiu-se da pedra lascada para atingir a lua. Nãoprecisa dizer-se de maior maravilha do que a INTERNET.Já no campo interior do espírito, o avanço não é muito animador. Osdegradantes períodos vividos pela escuridão da idade média, a violência dascruzadas, a inquisição, as revoluções que fuzilaram, enforcaram eguilhotinaram milhões e milhões de pessoas dificultaram o avanço daINTELIGÊNCIA. Só no século XVIII, depois de milhões de anos da existência humana, foipossível se escrever os direitos da pessoa humana e para isso correu muitosangue. Há pouco mais de duzentos anos (1789), num tempo passado de mais del bilhão de anos, é que o mundo despertou para a grandeza da LIBERDADE. Oincrível é que, o mundo atual, aqueles que mais gritam por igualdade, sãoos que mais destroem a LIBERDADE. O século XX foi rico na predominância da FORÇA. Os TORQUEMADAS da era XXforam STALIN - HITLER - MAO - FIDEL - e os títeres que queriam criar ummundo novo, criando uma sociedade igualitária a ferro e fogo, esmagando aLIBERDADE. Quem leu algo a respeito dos GULAGS (COMUNISMO) e dos CAMPOS DECONCENTRAÇÃO (NAZISMO) pode entender a luta hercúlea pela LIBERDADE. E O BRASIL em tudo isso?. Pela nossa pouca idade (500 anos) pouco sofremos,mas a INTELIGÊNCIA sempre venceu. Não há grandes choques e estes sãorelativamente curtos e com poucas mortes, causadas pelas paixões humanas.Na nossa história não tivemos regimes de reis absolutos. Dom Pedro II é umalição de democracia e de INTELIGÊNCIA. Na República, seja velha ou nova,poucas lutas. Diz-se que o BRASIL não é grande potência por não ter sofridoguerras e sangrentas revoluções.No nosso século XX brasileiro, tivemos a vitória da INTELIGÊNCIA quederrotou a FORÇA em 1935, 1964, 1968 e preservou-se a LIBERDADE. Foi a lutaentre duas idéias A LIBERDADE OU A ESCRAVIDÃO. Venceu a primeira, mas correperigo, HOJE, novamente. Os nossos líderes democratas esquecem que a esquerda para vencer faz todosos acordos possíveis e depois não os cumpre. Foi assim e será assim.Lembrem-se da máxima: "O marxismo é o ópio dos intelectuais" como afirmouRaymond Aron (1905-1983). Sabem as razões? É simples e quem explica muitobem este vício é Demétrio Magnoli em sua entrevista na revista VEJA de Nº2085 ano 41 nº44. "O marxismo oferece a ilusão de que os intelectuais sãodonos de um saber maior: o fim da história. Como conseqüência: osintelectuais teriam a função de dirigir a sociedade". Como donos da verdade não admitem contestação e empregam a Força paraimplantarem a VERDADE DELES. Não são INTELIGENTES. São MEDÍOCREStravestidos de intelectuais. Onde dominaram levaram a MORTE E O ÓDIO comobandeiras. Os SÍMBOLOS são: a Foice que decepa; o Martelo que esmaga; a MãoFechada que não permite a união das pessoas; a cor Vermelha que é o sanguedo ódio. Não podemos esquecer a grande VERDADE: "Quando o ódio se acovarda, ingressana sociedade mascarado e se chama de direito". Artur Schnitzler.Afirmam que querem defender a democracia quando querem é implantar a ditadura.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

A PM DEFENDE OS PM?

Quem sou eu