domingo, 16 de agosto de 2015

TROPA SEM COMANDO É BANDO - 3ª EDIÇÃO - A POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO APÓIA O "FORA DILMA"


É MUITO GRAVE QUANDO UMA INSTITUIÇÃO PÚBLICA
ULTRAPASSA O LIMITE DO RESPEITO.




Nas manifestações democráticas de hoje, domingo, 16 de agosto em São Paulo, a plataforma eletrônica da Polícia Militar em resposta a um comentário que dizia: 



"Fora Dilma, fora Pt, acabando com os direitos dos trabalhadores"



assim se manifestou:



"Amém!!!"









A manifestação, em nome da POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO

recebeu o comentário abaixo, que foi logo apagado:



"POLÍCIA" que ataca pessoas, como fez também no mesmo "post" com Adriano Diogo, reconhecido militante dos Direitos Humanos em todo o país e no Exterior, pode ser chamada de "instituição"?




"POLÍCIA" QUE PERMITE UM DE SEUS INTEGRANTES NA INTERNETE, EM SEU NOME, FALAR O QUE LHE APROUVER, MESMO QUE ISSO SIGNIFIQUE CRIME CONTRA A HONRA, ENTRE OUTROS, PODE MESMO SER UMA INSTITUIÇÃO RESPEITÁVEL?





E SE FOSSE O CONTRÁRIO? SÓ POR HIPÓTESE, VAMOS IMAGINAR O SR. ADRIANO DIOGO FALANDO QUE A "POLÍCIA MILITAR" É UM BANDO DE "LADRÕES" E DE "VAGABUNDOS"? SERÁ QUE NÃO IRIA TER CONSEQUÊNCIAS? 


O BLOG FEZ QUESTÃO DE DESTACAR A EXPRESSÃO "SÓ POR HIPÓTESE", PORQUE, MILITANTE DE VERDADE, ASSUME A CAUSA, VESTE A CAMISA E NÃO FAZ "DEFESA SELETIVA", COMO ESSA PLATAFORMA VERGONHOSAMENTE ESTÁ FAZENDO, HÁ HORAS... 


E O PIOR: ESTE INDIVÍDUO POR TRÁS DA PÁGINA DA PM NA INTERNETE, ALÉM DE SER IRRESPONSÁVEL, É UM COMPLETO IGNORANTE, DESCONHECEDOR DA HISTÓRIA MAIS RECENTE NESSE ESTADO.


CONVÉM QUE LEIA O QUANTO O MILITANTE DE DIREITOS HUMANOS ADRIANO DIOGO FEZ EM PROL DE ESCLARECER A MORTE DE UM SOLDADO!


SIM! UM "SIMPLES" SOLDADO DA CORPORAÇÃO, QUE FOI ASSASSINADO COM 18 TIROS DEFRONTE SUA CASA EM COTIA E NA FRENTE DE SUA MÃE, NO DIA 4 DE SETEMBRO DE 2011.


POR COINCIDÊNCIA, O SOLDADO NASCIMENTO HAVIA, HÁ APENAS UM MÊS, PRESTADO DECLARAÇÕES EM REGULAR INQUÉRITO, INSTAURADO POR DETERMINAÇÃO DO GAECO/MP/SP, CONTANDO QUE SEU COMANDANTE, NO 42BPM/M EM OSASCO, O TEN CEL PM HENRIQUE DIAS, ESTAVA ENVOLVIDO COM ROUBO DE CARGAS E GRUPOS DE EXTERMÍNIO:

VEJAMOS O QUE FEZ O "LADRÃO", "VAGABUNDO" E "COMUNISTA", ADRIANO DIOGO, NA ÉPOCA DEPUTADO ESTADUAL E PRESIDENTE DA COMISSÃO DE DIREITOS HUMANOS DA ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA PAULISTA, EM PROL DA MEMÓRIA E DO ESCLARECIMENTO DA MORTE DE UM POLICIAL MILITAR:


PARECER Nº  43, DE 2012 DA COMISSÃO DE DEFESA DOS DIREITOS DA PESSOA HUMANA, DA CIDADANIA, DA PARTICIPAÇÃO E DAS QUESTÕES SOCIAIS, SOBRE O PROCESSO RGL Nº 5912, DE 2011                         O nobre Deputado Adriano Diogo, Presidente desta Comissão, requereu a autuação da documentação encaminhada pelo Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana – CONDEPE, que versa sobre o assassinato do Soldado PM Júlio Cesar Nascimento e sobre as ameaças a que sua advogada, Dra. Sandra Aparecida Paulino e Silva, se encontra suscetível.                         Após autuado, o processo retornou à Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana, da Cidadania, da Participação e das Questões Sociais e foi a mim distribuído para que a matéria fosse apreciada.                         Na qualidade de Relatora designada para essa tarefa, pudemos, por meio da leitura do processo em tela, tomar conhecimento do que foi apurado até o momento. Segundo relato do falecido Soldado PM Júlio Cesar Nascimento, no ano de 2006, presenciou a prisão de policiais militares envolvidos num roubo e receptação de carga de frios e carne.
Tais policiais serviam no 36º BPM, comandado pelo Tenente Coronel PM Henrique Dias, eventual responsável pela perseguição ao falecido Soldado.                         Como destaque de seu Termo de Declarações, o PM Júlio Nascimento afirmou que respondia a Processo Administrativo Demissório – PAD pelo desaparecimento do suposto traficante Juliano Assis Camargo, tendo sido o processo instaurado pelo Tenente Coronel PM Henrique Dias.                         Em gravação telefônica obtida por sua advogada acima mencionada, o Tenente Coronel PM Henrique Dias teria dito que iria complicar bem a vida dele (do falecido Soldado). O falecido PM e sua advogada denunciaram toda a situação junto ao CONDEPE, estando a Delegacia de Polícia de Osasco a investigar o ocorrido. Cumpre destacar que o Ministério Público também tomou conhecimento da situação, conforme se vê pelos documentos do processo.                         No mesmo dia do assassinato do PM Júlio Cesar Nascimento, sua advogada, Dra. Sandra Aparecida Paulino e Silva, denunciou que estava sob ameaças de policiais militares, tendo registrado Boletim de Ocorrência. Por solicitação do CONDEPE, o Programa Nacional de Proteção de Defensores de Direitos Humanos, conjuntamente com a Polícia Federal, retiraram a advogada e seus familiares do Estado.                         Diante de todos os relatos constantes da documentação recebida por esta Comissão e levando em conta que o CONDEPE, o Ministério Público e a Delegacia de Polícia competente já estão envolvidos no caso ora analisado, resta a esta Comissão propor aos nobres colegas as seguintes providências: a) o encaminhamento de ofício convidando  envolvidos no caso em tela para prestarem esclarecimentos:- Dra. Sandra Aparecida Paulino e Silva – advogada da vitima.- Promotor de Justiça Alexandre Cid de Andrade (GAECO) Núcleo Capital que apresentou relatório concluindo que o crime não fora cometido por grupo de extermínio.- Ten. Cel. PM Henrique Dias – comandante do 42 BPM / M de Osasco conduta investigada no inquérito policial.- Dr. Paulo Sergio Maluf Barroso – Delegado de Policia Assistente, que fora convocado para presidir o caso na Delegacia de Osasco. b) o encaminhamento de ofício ao Ministério Público do Estado com apelo para que continue acompanhando o caso, em razão do interesse não só dessa Casa de Leis mas de toda a sociedade na concretização da justiça; c) o posterior retorno dos autos a COMISSÃO DE DEFESA DOS DIREITOS DA PESSOA HUMANA, DA CIDADANIA, DA PARTICIPAÇÃO E DAS QUESTÕES SOCIAIS. a) Leci Brandão – RelatoraAprovado como parecer o voto da relatora, propondo encaminhamento de ofício ao Ministério Público do Estado e o convite aos envolvidos para esclarecimentos.Sala das Comissões, em 30/11/2011a) Adriano Diogo – PresidenteCarlos Bezerra – Dilmo dos Santos – Sebastião Santos – José Cândido – Geraldo Cruz - Adriano Diogo – Rafael Silva

O TEN CEL PM HENRIQUE DIAS DEPOIS DE DIVERSOS ARTIGOS PUBLICADOS NESSE BLOG, PERMANECE EM SILÊNCIO. NA RESERVA REMUNERADA. SEU SOLDO É PAGO POR NÓS TODOS, CONTRIBUINTES.


O SOLDADO DESCANSA EM PAZ, APESAR DE TODA A PERSEGUIÇÃO SOFRIDA E DA CORAGEM PRÓPRIA DOS VALENTES, NO ATO DE CORAGEM DE DEFENDER SUA DIGNIDADE, QUE SE REPETIU MAIS DE UMA VEZ E QUE ACABOU POR LHE CAUSAR A MORTE.


EM DEZEMBRO DE 2006, OUTRA OCORRÊNCIA ONDE ESTAVA ENVOLVIDO O MESMO HENRIQUE DIAS, NA ÉPOCA MAJOR, CUSTOU A TRANSFERÊNCIA DO SOLDADO. MESES DEPOIS, FOI ALVEJADO 2 VEZES POR UM MELIANTE QUE "COINCIDENTEMENTE" O ACERTOU PELAS COSTAS E QUASE FICOU PARALÍTICO. 


ISSO TUDO ACONTECEU LOGO DEPOIS DE TER FLAGRADO 10 COMPANHEIROS, NO EMBU DAS ARTES, APÓS O SOLDADO SAIR DO SERVIÇO NO 36BPM, ENCONTRANDO TODOS OS "COMPANHEIROS" NA PRÁTICA DE ROUBO DE UMA CARGA DE FRIOS E CARNE. É DE SE PERGUNTAR: "QUEM É LADRÃO?"


A PRÓPRIA CORREGEDORIA ACERTOU A TRANSFERÊNCIA DO SOLDADO PARA OSASCO, COMO FORMA DE O PROTEGER DAS CONSEQUÊNCIAS DE SUA ATITUDE HONRADA, JUSTO ONDE MAIS TARDE, REENCONTROU O ANTIGO COMANDANTE "HD".


O BLOG ESPERA QUE O COMANDANTE DA CORPORAÇÃO TENHA UMA ATITUDE À ALTURA DO IMPORTANTE CARGO QUE EXERCE, À FRENTE DA INSTITUIÇÃO, ATÉ PORQUE, O INDIVÍDUO POR TRÁS DOS INFAMANTES COMENTÁRIOS, APAGOU TODOS!


SALVO ENGANO, "MENTIR", SEGUNDO REGULAMENTO DISCIPLINAR, É FALTA GRAVE. POSSIVELMENTE, SE E QUANDO COBRADO, O AUTOR DAS OFENSAS PODERÁ MENTIR E DIZER QUE NADA ESCREVEU, MAS HÁ PROVAS. 


E HÁ CRIME TAMBÉM, DE INJÚRIA QUALIFICADA, AO OFENDER A PRESIDENTA DA REPÚBLICA, APOIANDO COMENTÁRIOS CRIMINOSOS E OFENSAS, DIZENDO IRÔNICO "AMÉM" AO BORDÃO "FORA DILMA":

A Injúria  qualificada é tratada no artigo 141 do Código Penal 

Formas qualificadas dos delitos contra a honra: Art. 327, Lei 4.737/1965 (Código Eleitoral) Art. 23, Lei 5.250/1967 (Lei da Imprensa). Arts.: 1º, 2º e 26, Lei 7.170/1983 (Lei de Segurança Nacional).  Lei nº 9.099/1995 (art. 89 - suspensão condicional do processo)
Disposições comuns – Art. 141. As penas cominadas neste Capítulo aumentam-se de um terço, se qualquer dos crimes é cometido:

Art. 141. I – contra o Presidente da República, ou contra chefe de governo estrangeiro;

- Inclusive Presidentes de Repúblicas estrangeiras, Soberanos, Primeiros-Ministros, Presidentes de Conselho, Chefes de Estado envolvendo qualquer autoridade com respaldo constitucional. 

A Difamação ou a Calúnia contra o Presidente da República será crime contra a segurança nacional, se tiver cunho político ou atentar contra os bens protegidos pela Lei 7.170/1983 – (LSN). Todavia a Injúria contra aquela autoridade continua sendo punida nos termos do nosso Código Penal. Sendo praticado através de rádio, televisão ou jornal aí é caso para a Lei da Imprensa (5.250/1967).

Art. 141. II – contra funcionário público, em razão de suas funções;
Só incide esta qualificadora se a ofensa tiver ligação direta com a função pública e ativa do servidor. No Desacato (Art. 331-CP) o funcionário público presencia a ofensa que lhe é dirigida e nos crimes contra a sua honra ele não se encontra no lugar da ofensa.

Art. 141.III – na presença de várias pessoas, ou por meio que facilite a divulgação da calúnia, da difamação ou da injúria;

O meio que facilita a divulgação, tratado neste inciso são os rudimentares como o alto-falante, cartaz, mural, panfletos e outros, ao contrário da utilização dos meios de comunicação de massa como a televisão, o rádio ou jornal quando aí configura-se delito de Imprensa (Lei 5.250/1967).

Art. 141. IV – contra pessoa maior de 60 (sessenta) anos ou portadora de deficiência, exceto no caso de injúria.


É VERGONHOSO PARA A POLÍCIA MILITAR, AINDA MAIS SOB FORTÍSSIMA SUSPEITA DE PARTICIPAÇÃO DE ALGUNS DE SEUS INTEGRANTES NA MATANÇA DA REGIÃO OESTE DA GRANDE SÃO PAULO, NA ÚLTIMA 6ª FEIRA, SOMANDO CERCA DE 40 MORTOS, TER UM INDIVÍDUO ENTRE OS DE SUAS FILEIRAS, QUE AO INVÉS DE TRABALHAR, DESPEJA TODO O SEU RANÇO VERBORRÁGICO E TODA A SUA IGNORÂNCIA REACIONÁRIA CONTRA PESSOAS QUE FAZEM O QUE DEVERIA ESTAR FAZENDO: TRABALHO!


NUNCA É DEMAIS LEMBRAR, COMANDANTE:


TROPA SEM COMANDO É BANDO!



Sandra Paulino

segunda-feira, 27 de julho de 2015

"IN FAMIGLIA": O CASAMENTO DE GERALDO ALCKMIN COM MARCOLA E O RABO DO PCC! - 2ª EDIÇÃO


O BLOG PUBLICOU EM 3 DE MARÇO DE 2014, HÁ 16 MESES PORTANTO, O QUE O UOL DÁ HOJE, 27 DE JULHO DE 2015 COMO "MANCHETE".


CLIQUE NO LINK ABAIXO E CONFIRA: 


Estado fez acordo com PCC para cessar ataques de 2006, mostra depoimento

Depoimento obtido com exclusividade pelo jornal "O Estado de S. Paulo" mostra que representantes da cúpula do governo estadual fizeram um acordo com o chefe do Primeiro Comando da Capital (PCC), Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, para pôr fim à onda de ataques da facção criminosa, em maio de 2006. A reunião foi feita dentro do presídio de segurança máxima de Presidente Bernardes.
A declaração, do delegado José Luiz Ramos Cavalcanti, foi dada durante depoimento em processo judicial que investigou advogadas supostamente ligadas ao crime organizado. Ele foi um dos escolhidos pelo governo para participar do encontro em 2006. Apesar de essa possibilidade ter sido divulgada na época dos atentados, o governo do Estado sempre negou o acordo com o PCC e admitiu apenas que a conversa com Marcola foi uma condição para a rendição da facção.
A proposta do crime organizado foi levada pela advogada Iracema Vasciaveo, então presidente da ONG Nova Ordem, que defendia o direito dos presos e, na época, representava o PCC: se os responsáveis pelo comando dos atentados nas ruas fossem informados de que Marcola estava bem fisicamente, que não havia sido torturado por policiais e que os presos amotinados não seriam agredidos pela Polícia Militar, os ataques seriam encerrados.
O recado deveria ser dado pelo próprio chefe do PCC. O papel de Iracema era convencer Marcola a aceitar a ideia.
A cúpula das secretarias de Segurança Pública e da Administração Penitenciária, cujos chefes na época eram Saulo de Castro Abreu Filho e Nagashi Furukawa, respectivamente, aceitou a ideia da advogada. O então governador, Claudio Lembo, autorizou o encontro.

Missão

No depoimento, que está no processo criminal 1352/06, Cavalcanti conta que recebeu uma ligação em 14 de maio, dois dias depois do início dos ataques, do seu chefe Emílio Françolim - diretor do Departamento de Narcóticos, o Denarc -, convocando-o para a viagem. Na ocasião, dezenas de policiais já haviam sido mortos em atentados.
A missão do delegado era acompanhar a advogada Iracema Vasciaveo até o presídio de Presidente Bernardes. Os dois e mais o corregedor da Secretaria da Administração Penitenciária, Antonio Ruiz Lopes, foram no avião da PM até Presidente Prudente, onde se encontraram com o comandante da região, coronel Ailton Brandão, e seguiram para o presídio.
Cavalcanti contou que Ruiz Lopes e o diretor do Presídio de Presidente Bernardes, Luciano Orlando, autorizaram que a advogada entrasse com celulares. Todos ficaram em uma sala e Marcola foi levado por um agente penitenciário. Iracema então se apresentou e começou a conversar com o chefe do PCC. Inicialmente, ela tentou convencê-lo a falar ao celular com outro criminoso, que comandava os ataques - o homem nunca foi identificado pela polícia.
Marcola se recusou. Ele teria lamentado a morte tanto de policiais quanto de bandidos. A advogada insistiu e, finalmente, o chefe do PCC aceitou a proposta. Como não fala ao celular, ele pediu para chamar o preso Luis Henrique Fernandes, o LH, que é de sua confiança.
Segundo Cavalcanti, "LH foi trazido para a sala e Marcola disse que ele poderia falar ao telefone e dar a mensagem da advogada; LH concordou, e a advogada entregou o seu telefone, que já tinha um número previamente gravado na memória, para onde LH ligou e conversou com uma pessoa desconhecida".
O delegado negou a proposta de qualquer acordo, mas disse que Marcola pediu que a polícia respeitasse o direito dos presos, o que lhe foi garantido pelo comando da PM. Cavalcanti ainda relatou que "supõe que o bloqueador de celular tenha sido desligado", pois LH fez algumas tentativas antes de completar a ligação. Por fim, declarou que "no fim daquele dia e no dia seguinte os ataques definitivamente pararam". O policial não quis dar entrevista, mas confirmou as declarações.

Celulares

A advogada Iracema Vasciaveo confirmou os fatos narrados por Cavalcanti. Segundo ela, a situação estava "fora de controle". Ela contou que, quando recebeu a proposta dos bandidos, levou ao conhecimento de colegas na Polícia Civil.
"Naquele domingo (14 de maio de 2006), recebi um telefonema com uma ordem: que eu fosse para o Campo de Marte, porque de lá seguiria para Presidente Bernardes." Lá, a advogada afirma que recebeu de um policial os celulares usados no presídio.
Ela também rejeita a palavra "acordo". Segundo Iracema, "havia uma chance para encerrar os ataques, e tudo foi feito para que isso fosse possível". As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

A PUBLICAÇÃO DO BLOG É BEM MAIS COMPLETA E DETALHADA:


"...QUEM ACREDITOU NA HISTÓRIA DOS DESVIOS DO SECRETÁRIO ADJUNTO LAURO MALHEIROS, GASTANDO DINHEIRO PÚBLICO PARA FINS PARTICULARES NO GUARUJÁ, COMO SENDO O MOTIVO DE SUA QUEDA, ERROU!

FOI A "DESCOBERTA" SOMENTE DOIS ANOS DEPOIS DOS ATAQUES, EM 2008, O MOTIVO REAL DA QUEDA. O PCC, FACÇÃO CRIMINOSA NASCIDA NO SISTEMA PRISIONAL PAULISTA, RECEBEU UM SALVE GERAL PORQUE O ENTEADO DE MARCOLA, "RODRIGO", TINHA SIDO ALVO DE EXTORSÃO DA PARTE DE UM INVESTIGADOR DA POLÍCIA CIVIL, AUGUSTO PEÑA, BRAÇO DIREITO DO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA ADJUNTO, LAURO MALHEIROS NETO.

O BLOG, NO INÍCIO EM FEVEREIRO DE 2014 MOSTROU EM DETALHES COMO UMA ONG, "NOVA ORDEM" AUXILIAVA A FACÇÃO EM DIVERSAS ATIVIDADES, TENDO SIDO PRESA A "DIRETORA JURÍDICA", logo depois dos ataques do PCC à Capital paulista..."




O VÍDEO ABAIXO É DE UMA EMISSORA DE TV ABERTA, QUE ENTREVISTOU A EX-MULHER DE UM POLICIAL, APONTADO COMO O PIVÔ DOS ATAQUES EM 2006:




"...Contra as mentiras sobre propalados ataques do PCC na atualidade, o Blog pontuou o "ACORDO" que Oficiais do alto comando da PM fizeram com integrantes da facção, com o conhecimento do governador em 2006, justamente servindo-se da "colaboração" dessa advogada da facção... que depois foi presa.

Sabe-se agora que até um avião oficial da PM serviu para que todos os atores dessa comédia bufa fossem até o tal "líder" pedir o fim dos ataques... uma vergonha!

EM 2008, VEIO À TONA O INEVITÁVEL: MARCOLA FALOU TUDO SOBRE A EXTORSÃO QUE SOFREU PARA QUE SEU ENTEADO FOSSE SOLTO DA DELEGACIA DE SUZANO ONDE ESTAVA O INVESTIGADOR AUGUSTO PEÑA

FOI A "DESCOBERTA" SOMENTE DOIS ANOS DEPOIS DOS ATAQUES, EM 2008, O MOTIVO REAL DA QUEDA. O PCC, FACÇÃO CRIMINOSA NASCIDA NO SISTEMA PRISIONAL PAULISTA, RECEBEU UM SALVE GERAL PORQUE O ENTEADO DE MARCOLA, "RODRIGO", TINHA SIDO ALVO DE EXTORSÃO DA PARTE DE UM INVESTIGADOR DA POLÍCIA CIVIL, AUGUSTO PEÑA, BRAÇO DIREITO DO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA ADJUNTO, LAURO MALHEIROS NETO.

..."







O que diz o delegado José Luiz Ramos Cavalcanti:


No depoimento, que está no processo criminal 1352/06, Cavalcanti conta que recebeu uma ligação em 14 de maio, dois dias depois do início dos ataques, do seu chefe Emílio Françolim - diretor do Departamento de Narcóticos, o Denarc -, convocando-o para a viagem. Na ocasião, dezenas de policiais já haviam sido mortos em atentados.
A missão do delegado era acompanhar a advogada Iracema Vasciaveo até o presídio de Presidente Bernardes. Os dois e mais o corregedor da Secretaria da Administração Penitenciária, Antonio Ruiz Lopes, foram no avião da PM até Presidente Prudente, onde se encontraram com o comandante da região, coronel Ailton Brandão, e seguiram para o presídio.

O que disse o Blog há 16 meses:

O BLOG, NO INÍCIO EM FEVEREIRO DE 2014 MOSTROU EM DETALHES COMO UMA ONG, "NOVA ORDEM" AUXILIAVA A FACÇÃO EM DIVERSAS ATIVIDADES, TENDO SIDO PRESA A "DIRETORA JURÍDICA", logo depois dos ataques do PCC à Capital paulista.


Terça-feira, 30 de Janeiro de 2007, 04:23 | Online




Advogada que dá assistência a presos é 

solta pela Justiça - Iracema Vasciaveo é

da ONG Nova Ordem e estava presa por 

porte ilegal de arma




A MANCHETE DE HOJE NÃO DÁ TODOS OS NOMES DOS OFICIAIS DA PM ENVOLVIDOS, MAS EXPLICA MUITO BEM QUE FOI UMA ADVOGADA - ALIÁS, EX-POLICIAL E EX-SÓCIA DO ADVOGADO CRIMINALISTA ADEMAR GOMES - QUE ANTES ESTAVA PRESA POR PORTE ILEGAL DE ARMA, QUEM FEZ TODA A NEGOCIAÇÃO, PÔS OS AGENTES PÚBLICOS DE JOELHOS, ENTROU EM TRANSPORTE AÉREO OFICIAL DA PM COM AUTORIZAÇÃO DO GOVERNADOR EM EXERCÍCIO (BATATA QUENTE QUE ALCKMIN JOGOU NO COLO DE LEMBO), PORQUE MALCKMIN ESTAVA LICENCIADO PARA CONCORRER ÀS ELEIÇÕES E QUEM DITOU AS REGRAS TODAS FOI MARCOLA, QUE DISSE, SEGUNDO ESSE DELEGADO, TER "LAMENTADO" AS MORTES DOS POLICIAIS, TANTO QUANTO DE SEUS COMPANHEIROS DE CRIME.

QUE OS DIREITOS HUMANOS DE MARCOLA E DE QUALQUER OUTRO INDIVÍDUO QUE ESTÁ SOB A ÉGIDE DO ESTADO DEVEM SER RESPEITADOS, NÃO TEMOS DÚVIDA ALGUMA.

DIZER PORÉM, QUE UMA ENTIDADE CRIMINOSA QUE TEM POR TERROR A FERRAMENTA MAIS UTILIZADA PARA ALCANÇAR SEUS OBJETIVOS, LAMENTOU O RESULTADO DESSE USO, É UMA BRUTAL MÁ-FÉ.

ABSOLUTAMENTE ERRADO O COMPORTAMENTO DE FANTASIAS DE POLÍCIA QUE AINDA, INFELIZMENTE, USAM A CARTEIRA DADA PELO ESTADO, MATANDO PESSOAS INDISCRIMINADAMENTE.

TOTALMENTE CERTO O EXERCÍCIO LEGÍTIMO DE UM DEVER, QUANDO O POLICIAL NO ENFRENTAMENTO DO CRIME E POR FORÇA DESSA ATUAÇÃO, ACABA PROVOCANDO ATÉ MORTES.

CRIMINOSA A ATUAÇÃO DE COMANDANTES E OFICIAIS DA PM QUE JAMAIS AVISARAM A TROPA SOB OS ATAQUES QUE ESTAVAM NA IMINÊNCIA DE ECLODIR.

NADA DISSERAM PORQUE SABIAM QUE O CONTROLE FOSSE PERDIDO, PODIA SER RECUPERADO ATRAVÉS DESSA CAMARILHA QUE HOJE APARECE EM "MANCHETES" REQUENTADAS, COM VISÍVEL OBJETIVO ELEITOREIRO, NO PIOR SENTIDO DA PALAVRA.

OXALÁ OS PROMOTORES QUE INVESTIGAM O CASO TENHAM ÊXITO.

PELAS BANDAS DA ZONA OESTE DA GRANDE SÃO PAULO, POLICIAL MILITAR QUE SE ATREVA A ENFRENTAR MEMBROS DO PCC, TEM SUA CABEÇA PEDIDA PELOS BANDIDOS DENTRO DO QUARTEL, DIRETO COM O COMANDANTE, COMO ACONTECEU COM O SOLDADO R.SILVA DO 33BPM/M DE CARAPICUIBA.

DEPOIS DE SER HUMILHADO E RESPONDER IPM PARA EXPLICAR A MORTE DE UM "SOLDADO DO CRIME" E DE NADA ABSOLUTAMENTE, PROVAR QUE AGIU FORA DOS LIMITES LEGAIS, FOI ALVO DE EMBOSCADA, SENDO ASSASSINADO, SEU CORPO CARBONIZADO E SEU CARRO QUEIMADO, TUDO "LOCALIZADO" NAS MARGENS DA RODOVIA CASTELO BRANCO, ÁREA DO 5ºBPRV E 20ºBPM.

AS COISAS ACONTECEM E A IMPRENSA DÁ UMA IMPRESSÃO DE QUE FOI OUTRA COISA, NÃO O QUE DE FATO ACONTECEU.

POUCOS ANOS DEPOIS, FOI A VEZ DO SOLDADO NASCIMENTO, DO 42 BPM/M DE OSASCO, QUE EM 2006 TINHA PRENDIDO VÁRIOS COMPANHEIROS DE FARDA NO EMBU DAS ARTES. ELE ACABOU SENDO O ALVO DOS BANDIDOS.

BANDIDOS QUE USAM FARDA E CARTEIRA DO ESTADO.

O GAECO ATÉ MANDOU APURAR TUDO NO INQUÉRITO 001/2011 NA DELEGACIA SECCIONAL DE OSASCO, MAS NÃO DEU TEMPO DE MAIS NADA ALÉM DE SEU DEPOIMENTO. FOI ASSASSINADO COM 18 TIROS EM FRENTE SUA CASA, EM COTIA. O CORONEL QUE O SD NASCIMENTO DECLAROU ESTAR ENVOLVIDO EM ROUBO DE CARGAS E GRUPOS DE EXTERMÍNIO, FOI PARA A RESERVA REMUNERADA. NADA FOI APURADO.

ADVOGAR PARA OS POLICIAIS HONESTOS É ESTAR EM RISCO JUNTO COM ELES.

ATÉ O ENTÃO SENADOR EDUARDO SUPLICY OFICIOU À PM, PELA CORREGEDORIA, SOLICITANDO A OITIVA DE QUEM SABE O QUE SE PASSA E TEM PROVAS SOBRE OS FATOS, MAS ATÉ HOJE, 4 ANOS DEPOIS DAS PRIMEIRAS DENÚNCIAS E QUASE DOIS ANOS DO ÚLTIMO OFÍCIO DE SUPLICY, NENHUM DOS COMANDANTES QUE POR ALI PASSOU (CORONEL ADMIR GERVÁSIO MOREIRA E CORONEL RUI CONEGUNDES) TAMPOUCO O ATUAL, CEL PM LEVY FÉLIX, SE DISPÔS A INVESTIGAR QUALQUER OCORRÊNCIA DE MORTE DE PMS.



AFINAL, QUEM SE IMPORTA QUANDO MORRE POLICIAL MILITAR DE VERDADE?

A ÚNICA CONCLUSÃO POSSÍVEL É QUE PMS MORREM FEITO MOSCAS, JUNTO COM BONS POLICIAIS CIVIS E O GOVERNO DO ESTADO ESTÁ MAIS PREOCUPADO EM ATENDER OS INTERESSES DE CORONÉIS QUE NUNCA TIRARAM O ASSENTO DA CADEIRA CONFORTÁVEL, NUNCA ENFRENTARAM O CRIME PRA VALER, AO CONTRÁRIO, SE ALIAM COM O LADO SUJO DESSA "COISA" EM QUE SE TRANSFORMOU O ESTADO DE SP.

MELIANTES DE BAIXA ESTIRPE CONTINUAM SENDO NOMEADOS PARA A SECRETARIA MAIS IMPORTANTE DO ESTADO, ASSIM COMO OS VERDADEIROS RESPONSÁVEIS PELOS ATAQUES DE 2006.

QUANDO NÃO SÃO OS MELIANTES, SÃO OS CARREIRISTAS DE SEMPRE. 

ASSIM, DIFICILMENTE A SITUAÇÃO DE INSEGURANÇA SE RESOLVERÁ.

E NÃO ADIANTA FINGIR, MENTIR E ABAFAR, PORQUE ESSA PODRIDÃO JÁ ULTRAPASSOU AS BARREIRAS TÊNUES ONDE FOI OCULTADA DESDE OS ATAQUES QUE PARARAM SP, UMA DAS MAIORES METRÓPOLES DO MUNDO.

E O MAU CHEIRO JÁ CHEGA AOS AMBIENTES MAIS IMPROVÁVEIS...

CORDIAIS CONDOLÊNCIAS, SR. GOVERNADOR.

MUITAS MÃES CHORAM A PERDA DOS SEUS FILHOS, DESDE OS TRANSGRESSORES DA LEI ATÉ OS QUE TENTAM FAZER CUMPRIR A LEI, TUDO SEMPRE ENVOLVENDO ESSA POLÍCIA EM QUE O SR. TRANSFORMOU A PM/PC, O IMPÉRIO ROMANO QUE TÃO BEM SE ESPALHOU PELOS CORREDORES DO JUDICIÁRIO, ASSEMMBLÉIA, CÂMARA, POLÍCIAS E ATÉ NA OAB :( 

QUEM NEGOCIA COM BANDIDOS, RECEBE BANDIDOS, NOMEIA BANDIDOS, PROTEGE BANDIDOS, SE ALIA COM BANDIDOS E IMPÕE À FORÇA QUE SE RESPEITEM BANDIDOS, QUE EMPODERA BANDIDOS QUE TRANSITAM LIVREMENTE NOS CORREDORES E SALAS DE PODER, NÃO MERECE RESPEITO.

EM BREVE, A SOCIEDADE VAI SABER DE TODA A SUJEIRA ONDE O SR. ESTÁ MERGULHADO DESDE SEMPRE, NÃO SÓ NAS POLÍCIAS, NAS SECRETARIAS, TRIBUNAL E OUTROS ESPAÇOS, E ESPERAM OS QUE SABEM - MAS N~~AO PODEM FALAR PORQUE SÃO AMORDAÇADOS E/OU DESCREDIBILIZADOS - QUE VENHAM À TONA ESSES FATOS. CONTAMOS OS DIAS E FAZEMOS CONTA DE COMO SERÁ DEPOIS QUE "MARCOLA" FICAR VIÚVO DESSE CASAMENTO COM O ESTADO, PORQUE NEM MESMO A DOR QUE LHE INFLIGIRAM, SR. GOVERNADOR, LHE SERVIU DE LIÇÃO.

O BLOG VAI REGISTRAR SEMPRE COM TRANSPARÊNCIA, OCORRÊNCIAS QUE ENVOLVEM A VIDA E A DESTRUIÇÃO DE QUEM NÃO CONSENTIU COM ESSES ABSURDOS, PORQUE TEM VERGONHA NA CARA.


Sandra Paulino

quinta-feira, 23 de julho de 2015

COMANDANTE GERAL DE VERDADE


CEL PM RICARDO GAMBARONI
CMT G




FINALMENTE A POLICIA MILITAR VOLTA A TER COMANDO

NÃO DÁ ENTREVISTA

NÃO APARECE MUITO

NÃO FALA QUASE NADA

TUDO MUITO COMEDIDO

MAS ESSE COMANDANTE COMANDA


É BOM QUANDO UM POLICIAL MILITAR É RESPEITADO.

É MELHOR AINDA QUANDO A SOCIEDADE VÊ O QUE É FEITO PELA POLÍCIA.



VEJAM: 

O nome do coronel foi anunciado em 5 de janeiro. Tomou posse uma semana depois e não se ouviu sua voz em noticiários, nem entrevistas, nada. 

Há 20 anos no Grupamento Aéreo, conta com simpatia de sua tropa e companheiros, todos que testemunham seu profissionalismo.

Na madrugada de 27 de janeiro, uma semana depois que assumiu, o coronel soube da ocorrência com a dupla de PMs atingida em Ermelino Matarazzo, em mais um estouro de caixa eletrônico: SGT PM WESLEY CARLOS TURÍBIO e SD PM DIEGO FELIPE SOARES DA SILVA. Cada um dos policiais levou um tiro na cabeça. O soldado morreu e o sargento sobreviveu com gravíssimas seqüelas.

3 MESES DEPOIS DE ASSUMIR, breve manifestação
de apreço pela tropa e agradecimento


O PAPEL DE UM COMANDANTE DE VERDADE:


E o Sgt TURÍBIO?

Após 5 meses e 18 dias de internação, foi liberado para sua residência, entretanto está em estado muito grave.
O Comandante Geral da Polícia Militar, Coronel PM Ricardo Gambaroni, acompanha a trajetória do nosso herói e ressalta algumas providências:
1- A APMDFESP, a pedido do Comandante Geral, fornecerá todo o suporte material necessário para a reabilitação;
2- O HPM fornecerá ambulância 24h, apoio nutricional, alimentação e enfermaria;
3- O M-4 fornecerá assistência médica e enfermeira;
4- As enfermeiras da UIS estarão à disposição para auxiliar nos procedimentos e comparecerão na residência todas as manhãs e se necessário em outros períodos;
5- O Naps, através da psicóloga do CPA/M-4, está em permanente contato com a família;
6- Programadas visitas médica regularmente e, caso necessário, temos contato direto com a equipe de NC que acompanha o caso;
7- O Cmed fornecerá as dietas enterais;
8- Foi providenciada JS3 como incapacidade definitiva;
9- Conclusão da sindicância e procedimentos do seguro em andamento;
10- Auxílio da AFAM no Home Care;
Que Deus esteja com nosso guerreiro e herói em sua recuperação!
Polícia Militar, você pode confiar!
COMUNICAÇÃO SOCIAL
Familia PMESP, a única coisa que a família pede também por hora é que suspendam as visitas, pois está deixando o Turibio agitado pela ansiedade…
Até os familiares está indo devagar, para que ele acostume e se adapte com a nova situação…
‬: Se puderem passar para os outros grupos, a família agradece

OS AMIGOS, SGT ALEXANDRE E SGT GALESCO E A NOIVA DO SGT TURÍBIO, SD VALÉRIA, SE MOBILIZARAM E CRIARAM GRUPOS NA REDE SOCIAL FACEBOOK, ANGARIANDO FUNDOS PARA O TRATAMENTO MÉDICO E AFINAL, O CASO CHEGOU AO CEL GAMBARONI, QUE MANDOU ATRAVÉS DO SEU INTERINO, UMA BONITA MANIFESTAÇÃO SOBRE SUPERAÇÃO DA DOR: 


ESTAS SÃO AS PROVIDÊNCIAS DO COMANDO GERAL: 







HOMENAGEM AO SOLDADO DIEGO EM RIO CLARO

(FOI DOADOR DE CÓRNEAS)


É com grande pesar que a Polícia Militar informa, que o Soldado Diego Felipe Soares da Silva, do 2º BPM/M, não resistiu ao ferimento, causado por criminosos que disparam vários tiros de fuzil na viatura atingindo sua cabeça, durante um roubo a uma agência bancária, vindo a falecer no Hospital Ermelino Matarazzo, às 23h25 de 28/1/2015.
Por volta das 03h30min de terça-feira (27), o Sargento Turíbio e o Soldado Diego da 2ªCia do 2º BPM/M, foram verificar uma explosão em uma agência bancária, localizada na Avenida Paranaguá, em Ermelino Matarazzo, sendo recebidos a tiros de fuzil pela quadrilha, fortemente armada, que saía do banco.
Os criminosos, portando fuzis, dispararam várias vezes contra a viatura, atingindo a cabeça do Sargento Turíbio, que passou por cirurgia e permanece internado em estado grave, no Hospital Ermelino Matarazzo e atingindo também a cabeça e o peito do Soldado Diego que acabou não resistindo aos ferimentos, vindo a falecer.
O Soldado Diego tinha 28 anos, estava na Polícia Militar há 2 anos, era casado e tinha dois filhos pequenos, Elisa de 02 anos e Davi, de apenas 03 meses.
Que Deus possa confortar a família e que soldado Diego tenha todo o reconhecimento de um herói que morreu tentando defender a população. Mesmo morto, dará mais uma contribuição à sociedade, uma vez que doou suas córneas e possibilitará que outra pessoa possa enxergar.

O BLOG FAZ UM PEDIDO AO COMANDO GERAL: "NÃO ESQUEÇA DA FAMÍLIA PESSEGHINI!" 

Agradecemos em nome dos sobreviventes.


Sandra Paulino

Arquivo do blog

A PM DEFENDE OS PM?

Quem sou eu