segunda-feira, 27 de julho de 2015

"IN FAMIGLIA": O CASAMENTO DE GERALDO ALCKMIN COM MARCOLA E O RABO DO PCC! - 2ª EDIÇÃO


O BLOG PUBLICOU EM 3 DE MARÇO DE 2014, HÁ 16 MESES PORTANTO, O QUE O UOL DÁ HOJE, 27 DE JULHO DE 2015 COMO "MANCHETE".


CLIQUE NO LINK ABAIXO E CONFIRA: 


Estado fez acordo com PCC para cessar ataques de 2006, mostra depoimento

Depoimento obtido com exclusividade pelo jornal "O Estado de S. Paulo" mostra que representantes da cúpula do governo estadual fizeram um acordo com o chefe do Primeiro Comando da Capital (PCC), Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, para pôr fim à onda de ataques da facção criminosa, em maio de 2006. A reunião foi feita dentro do presídio de segurança máxima de Presidente Bernardes.
A declaração, do delegado José Luiz Ramos Cavalcanti, foi dada durante depoimento em processo judicial que investigou advogadas supostamente ligadas ao crime organizado. Ele foi um dos escolhidos pelo governo para participar do encontro em 2006. Apesar de essa possibilidade ter sido divulgada na época dos atentados, o governo do Estado sempre negou o acordo com o PCC e admitiu apenas que a conversa com Marcola foi uma condição para a rendição da facção.
A proposta do crime organizado foi levada pela advogada Iracema Vasciaveo, então presidente da ONG Nova Ordem, que defendia o direito dos presos e, na época, representava o PCC: se os responsáveis pelo comando dos atentados nas ruas fossem informados de que Marcola estava bem fisicamente, que não havia sido torturado por policiais e que os presos amotinados não seriam agredidos pela Polícia Militar, os ataques seriam encerrados.
O recado deveria ser dado pelo próprio chefe do PCC. O papel de Iracema era convencer Marcola a aceitar a ideia.
A cúpula das secretarias de Segurança Pública e da Administração Penitenciária, cujos chefes na época eram Saulo de Castro Abreu Filho e Nagashi Furukawa, respectivamente, aceitou a ideia da advogada. O então governador, Claudio Lembo, autorizou o encontro.

Missão

No depoimento, que está no processo criminal 1352/06, Cavalcanti conta que recebeu uma ligação em 14 de maio, dois dias depois do início dos ataques, do seu chefe Emílio Françolim - diretor do Departamento de Narcóticos, o Denarc -, convocando-o para a viagem. Na ocasião, dezenas de policiais já haviam sido mortos em atentados.
A missão do delegado era acompanhar a advogada Iracema Vasciaveo até o presídio de Presidente Bernardes. Os dois e mais o corregedor da Secretaria da Administração Penitenciária, Antonio Ruiz Lopes, foram no avião da PM até Presidente Prudente, onde se encontraram com o comandante da região, coronel Ailton Brandão, e seguiram para o presídio.
Cavalcanti contou que Ruiz Lopes e o diretor do Presídio de Presidente Bernardes, Luciano Orlando, autorizaram que a advogada entrasse com celulares. Todos ficaram em uma sala e Marcola foi levado por um agente penitenciário. Iracema então se apresentou e começou a conversar com o chefe do PCC. Inicialmente, ela tentou convencê-lo a falar ao celular com outro criminoso, que comandava os ataques - o homem nunca foi identificado pela polícia.
Marcola se recusou. Ele teria lamentado a morte tanto de policiais quanto de bandidos. A advogada insistiu e, finalmente, o chefe do PCC aceitou a proposta. Como não fala ao celular, ele pediu para chamar o preso Luis Henrique Fernandes, o LH, que é de sua confiança.
Segundo Cavalcanti, "LH foi trazido para a sala e Marcola disse que ele poderia falar ao telefone e dar a mensagem da advogada; LH concordou, e a advogada entregou o seu telefone, que já tinha um número previamente gravado na memória, para onde LH ligou e conversou com uma pessoa desconhecida".
O delegado negou a proposta de qualquer acordo, mas disse que Marcola pediu que a polícia respeitasse o direito dos presos, o que lhe foi garantido pelo comando da PM. Cavalcanti ainda relatou que "supõe que o bloqueador de celular tenha sido desligado", pois LH fez algumas tentativas antes de completar a ligação. Por fim, declarou que "no fim daquele dia e no dia seguinte os ataques definitivamente pararam". O policial não quis dar entrevista, mas confirmou as declarações.

Celulares

A advogada Iracema Vasciaveo confirmou os fatos narrados por Cavalcanti. Segundo ela, a situação estava "fora de controle". Ela contou que, quando recebeu a proposta dos bandidos, levou ao conhecimento de colegas na Polícia Civil.
"Naquele domingo (14 de maio de 2006), recebi um telefonema com uma ordem: que eu fosse para o Campo de Marte, porque de lá seguiria para Presidente Bernardes." Lá, a advogada afirma que recebeu de um policial os celulares usados no presídio.
Ela também rejeita a palavra "acordo". Segundo Iracema, "havia uma chance para encerrar os ataques, e tudo foi feito para que isso fosse possível". As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".

A PUBLICAÇÃO DO BLOG É BEM MAIS COMPLETA E DETALHADA:


"...QUEM ACREDITOU NA HISTÓRIA DOS DESVIOS DO SECRETÁRIO ADJUNTO LAURO MALHEIROS, GASTANDO DINHEIRO PÚBLICO PARA FINS PARTICULARES NO GUARUJÁ, COMO SENDO O MOTIVO DE SUA QUEDA, ERROU!

FOI A "DESCOBERTA" SOMENTE DOIS ANOS DEPOIS DOS ATAQUES, EM 2008, O MOTIVO REAL DA QUEDA. O PCC, FACÇÃO CRIMINOSA NASCIDA NO SISTEMA PRISIONAL PAULISTA, RECEBEU UM SALVE GERAL PORQUE O ENTEADO DE MARCOLA, "RODRIGO", TINHA SIDO ALVO DE EXTORSÃO DA PARTE DE UM INVESTIGADOR DA POLÍCIA CIVIL, AUGUSTO PEÑA, BRAÇO DIREITO DO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA ADJUNTO, LAURO MALHEIROS NETO.

O BLOG, NO INÍCIO EM FEVEREIRO DE 2014 MOSTROU EM DETALHES COMO UMA ONG, "NOVA ORDEM" AUXILIAVA A FACÇÃO EM DIVERSAS ATIVIDADES, TENDO SIDO PRESA A "DIRETORA JURÍDICA", logo depois dos ataques do PCC à Capital paulista..."




O VÍDEO ABAIXO É DE UMA EMISSORA DE TV ABERTA, QUE ENTREVISTOU A EX-MULHER DE UM POLICIAL, APONTADO COMO O PIVÔ DOS ATAQUES EM 2006:




"...Contra as mentiras sobre propalados ataques do PCC na atualidade, o Blog pontuou o "ACORDO" que Oficiais do alto comando da PM fizeram com integrantes da facção, com o conhecimento do governador em 2006, justamente servindo-se da "colaboração" dessa advogada da facção... que depois foi presa.

Sabe-se agora que até um avião oficial da PM serviu para que todos os atores dessa comédia bufa fossem até o tal "líder" pedir o fim dos ataques... uma vergonha!

EM 2008, VEIO À TONA O INEVITÁVEL: MARCOLA FALOU TUDO SOBRE A EXTORSÃO QUE SOFREU PARA QUE SEU ENTEADO FOSSE SOLTO DA DELEGACIA DE SUZANO ONDE ESTAVA O INVESTIGADOR AUGUSTO PEÑA

FOI A "DESCOBERTA" SOMENTE DOIS ANOS DEPOIS DOS ATAQUES, EM 2008, O MOTIVO REAL DA QUEDA. O PCC, FACÇÃO CRIMINOSA NASCIDA NO SISTEMA PRISIONAL PAULISTA, RECEBEU UM SALVE GERAL PORQUE O ENTEADO DE MARCOLA, "RODRIGO", TINHA SIDO ALVO DE EXTORSÃO DA PARTE DE UM INVESTIGADOR DA POLÍCIA CIVIL, AUGUSTO PEÑA, BRAÇO DIREITO DO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA ADJUNTO, LAURO MALHEIROS NETO.

..."







O que diz o delegado José Luiz Ramos Cavalcanti:


No depoimento, que está no processo criminal 1352/06, Cavalcanti conta que recebeu uma ligação em 14 de maio, dois dias depois do início dos ataques, do seu chefe Emílio Françolim - diretor do Departamento de Narcóticos, o Denarc -, convocando-o para a viagem. Na ocasião, dezenas de policiais já haviam sido mortos em atentados.
A missão do delegado era acompanhar a advogada Iracema Vasciaveo até o presídio de Presidente Bernardes. Os dois e mais o corregedor da Secretaria da Administração Penitenciária, Antonio Ruiz Lopes, foram no avião da PM até Presidente Prudente, onde se encontraram com o comandante da região, coronel Ailton Brandão, e seguiram para o presídio.

O que disse o Blog há 16 meses:

O BLOG, NO INÍCIO EM FEVEREIRO DE 2014 MOSTROU EM DETALHES COMO UMA ONG, "NOVA ORDEM" AUXILIAVA A FACÇÃO EM DIVERSAS ATIVIDADES, TENDO SIDO PRESA A "DIRETORA JURÍDICA", logo depois dos ataques do PCC à Capital paulista.


Terça-feira, 30 de Janeiro de 2007, 04:23 | Online




Advogada que dá assistência a presos é 

solta pela Justiça - Iracema Vasciaveo é

da ONG Nova Ordem e estava presa por 

porte ilegal de arma




A MANCHETE DE HOJE NÃO DÁ TODOS OS NOMES DOS OFICIAIS DA PM ENVOLVIDOS, MAS EXPLICA MUITO BEM QUE FOI UMA ADVOGADA - ALIÁS, EX-POLICIAL E EX-SÓCIA DO ADVOGADO CRIMINALISTA ADEMAR GOMES - QUE ANTES ESTAVA PRESA POR PORTE ILEGAL DE ARMA, QUEM FEZ TODA A NEGOCIAÇÃO, PÔS OS AGENTES PÚBLICOS DE JOELHOS, ENTROU EM TRANSPORTE AÉREO OFICIAL DA PM COM AUTORIZAÇÃO DO GOVERNADOR EM EXERCÍCIO (BATATA QUENTE QUE ALCKMIN JOGOU NO COLO DE LEMBO), PORQUE MALCKMIN ESTAVA LICENCIADO PARA CONCORRER ÀS ELEIÇÕES E QUEM DITOU AS REGRAS TODAS FOI MARCOLA, QUE DISSE, SEGUNDO ESSE DELEGADO, TER "LAMENTADO" AS MORTES DOS POLICIAIS, TANTO QUANTO DE SEUS COMPANHEIROS DE CRIME.

QUE OS DIREITOS HUMANOS DE MARCOLA E DE QUALQUER OUTRO INDIVÍDUO QUE ESTÁ SOB A ÉGIDE DO ESTADO DEVEM SER RESPEITADOS, NÃO TEMOS DÚVIDA ALGUMA.

DIZER PORÉM, QUE UMA ENTIDADE CRIMINOSA QUE TEM POR TERROR A FERRAMENTA MAIS UTILIZADA PARA ALCANÇAR SEUS OBJETIVOS, LAMENTOU O RESULTADO DESSE USO, É UMA BRUTAL MÁ-FÉ.

ABSOLUTAMENTE ERRADO O COMPORTAMENTO DE FANTASIAS DE POLÍCIA QUE AINDA, INFELIZMENTE, USAM A CARTEIRA DADA PELO ESTADO, MATANDO PESSOAS INDISCRIMINADAMENTE.

TOTALMENTE CERTO O EXERCÍCIO LEGÍTIMO DE UM DEVER, QUANDO O POLICIAL NO ENFRENTAMENTO DO CRIME E POR FORÇA DESSA ATUAÇÃO, ACABA PROVOCANDO ATÉ MORTES.

CRIMINOSA A ATUAÇÃO DE COMANDANTES E OFICIAIS DA PM QUE JAMAIS AVISARAM A TROPA SOB OS ATAQUES QUE ESTAVAM NA IMINÊNCIA DE ECLODIR.

NADA DISSERAM PORQUE SABIAM QUE O CONTROLE FOSSE PERDIDO, PODIA SER RECUPERADO ATRAVÉS DESSA CAMARILHA QUE HOJE APARECE EM "MANCHETES" REQUENTADAS, COM VISÍVEL OBJETIVO ELEITOREIRO, NO PIOR SENTIDO DA PALAVRA.

OXALÁ OS PROMOTORES QUE INVESTIGAM O CASO TENHAM ÊXITO.

PELAS BANDAS DA ZONA OESTE DA GRANDE SÃO PAULO, POLICIAL MILITAR QUE SE ATREVA A ENFRENTAR MEMBROS DO PCC, TEM SUA CABEÇA PEDIDA PELOS BANDIDOS DENTRO DO QUARTEL, DIRETO COM O COMANDANTE, COMO ACONTECEU COM O SOLDADO R.SILVA DO 33BPM/M DE CARAPICUIBA.

DEPOIS DE SER HUMILHADO E RESPONDER IPM PARA EXPLICAR A MORTE DE UM "SOLDADO DO CRIME" E DE NADA ABSOLUTAMENTE, PROVAR QUE AGIU FORA DOS LIMITES LEGAIS, FOI ALVO DE EMBOSCADA, SENDO ASSASSINADO, SEU CORPO CARBONIZADO E SEU CARRO QUEIMADO, TUDO "LOCALIZADO" NAS MARGENS DA RODOVIA CASTELO BRANCO, ÁREA DO 5ºBPRV E 20ºBPM.

AS COISAS ACONTECEM E A IMPRENSA DÁ UMA IMPRESSÃO DE QUE FOI OUTRA COISA, NÃO O QUE DE FATO ACONTECEU.

POUCOS ANOS DEPOIS, FOI A VEZ DO SOLDADO NASCIMENTO, DO 42 BPM/M DE OSASCO, QUE EM 2006 TINHA PRENDIDO VÁRIOS COMPANHEIROS DE FARDA NO EMBU DAS ARTES. ELE ACABOU SENDO O ALVO DOS BANDIDOS.

BANDIDOS QUE USAM FARDA E CARTEIRA DO ESTADO.

O GAECO ATÉ MANDOU APURAR TUDO NO INQUÉRITO 001/2011 NA DELEGACIA SECCIONAL DE OSASCO, MAS NÃO DEU TEMPO DE MAIS NADA ALÉM DE SEU DEPOIMENTO. FOI ASSASSINADO COM 18 TIROS EM FRENTE SUA CASA, EM COTIA. O CORONEL QUE O SD NASCIMENTO DECLAROU ESTAR ENVOLVIDO EM ROUBO DE CARGAS E GRUPOS DE EXTERMÍNIO, FOI PARA A RESERVA REMUNERADA. NADA FOI APURADO.

ADVOGAR PARA OS POLICIAIS HONESTOS É ESTAR EM RISCO JUNTO COM ELES.

ATÉ O ENTÃO SENADOR EDUARDO SUPLICY OFICIOU À PM, PELA CORREGEDORIA, SOLICITANDO A OITIVA DE QUEM SABE O QUE SE PASSA E TEM PROVAS SOBRE OS FATOS, MAS ATÉ HOJE, 4 ANOS DEPOIS DAS PRIMEIRAS DENÚNCIAS E QUASE DOIS ANOS DO ÚLTIMO OFÍCIO DE SUPLICY, NENHUM DOS COMANDANTES QUE POR ALI PASSOU (CORONEL ADMIR GERVÁSIO MOREIRA E CORONEL RUI CONEGUNDES) TAMPOUCO O ATUAL, CEL PM LEVY FÉLIX, SE DISPÔS A INVESTIGAR QUALQUER OCORRÊNCIA DE MORTE DE PMS.



AFINAL, QUEM SE IMPORTA QUANDO MORRE POLICIAL MILITAR DE VERDADE?

A ÚNICA CONCLUSÃO POSSÍVEL É QUE PMS MORREM FEITO MOSCAS, JUNTO COM BONS POLICIAIS CIVIS E O GOVERNO DO ESTADO ESTÁ MAIS PREOCUPADO EM ATENDER OS INTERESSES DE CORONÉIS QUE NUNCA TIRARAM O ASSENTO DA CADEIRA CONFORTÁVEL, NUNCA ENFRENTARAM O CRIME PRA VALER, AO CONTRÁRIO, SE ALIAM COM O LADO SUJO DESSA "COISA" EM QUE SE TRANSFORMOU O ESTADO DE SP.

MELIANTES DE BAIXA ESTIRPE CONTINUAM SENDO NOMEADOS PARA A SECRETARIA MAIS IMPORTANTE DO ESTADO, ASSIM COMO OS VERDADEIROS RESPONSÁVEIS PELOS ATAQUES DE 2006.

QUANDO NÃO SÃO OS MELIANTES, SÃO OS CARREIRISTAS DE SEMPRE. 

ASSIM, DIFICILMENTE A SITUAÇÃO DE INSEGURANÇA SE RESOLVERÁ.

E NÃO ADIANTA FINGIR, MENTIR E ABAFAR, PORQUE ESSA PODRIDÃO JÁ ULTRAPASSOU AS BARREIRAS TÊNUES ONDE FOI OCULTADA DESDE OS ATAQUES QUE PARARAM SP, UMA DAS MAIORES METRÓPOLES DO MUNDO.

E O MAU CHEIRO JÁ CHEGA AOS AMBIENTES MAIS IMPROVÁVEIS...

CORDIAIS CONDOLÊNCIAS, SR. GOVERNADOR.

MUITAS MÃES CHORAM A PERDA DOS SEUS FILHOS, DESDE OS TRANSGRESSORES DA LEI ATÉ OS QUE TENTAM FAZER CUMPRIR A LEI, TUDO SEMPRE ENVOLVENDO ESSA POLÍCIA EM QUE O SR. TRANSFORMOU A PM/PC, O IMPÉRIO ROMANO QUE TÃO BEM SE ESPALHOU PELOS CORREDORES DO JUDICIÁRIO, ASSEMMBLÉIA, CÂMARA, POLÍCIAS E ATÉ NA OAB :( 

QUEM NEGOCIA COM BANDIDOS, RECEBE BANDIDOS, NOMEIA BANDIDOS, PROTEGE BANDIDOS, SE ALIA COM BANDIDOS E IMPÕE À FORÇA QUE SE RESPEITEM BANDIDOS, QUE EMPODERA BANDIDOS QUE TRANSITAM LIVREMENTE NOS CORREDORES E SALAS DE PODER, NÃO MERECE RESPEITO.

EM BREVE, A SOCIEDADE VAI SABER DE TODA A SUJEIRA ONDE O SR. ESTÁ MERGULHADO DESDE SEMPRE, NÃO SÓ NAS POLÍCIAS, NAS SECRETARIAS, TRIBUNAL E OUTROS ESPAÇOS, E ESPERAM OS QUE SABEM - MAS N~~AO PODEM FALAR PORQUE SÃO AMORDAÇADOS E/OU DESCREDIBILIZADOS - QUE VENHAM À TONA ESSES FATOS. CONTAMOS OS DIAS E FAZEMOS CONTA DE COMO SERÁ DEPOIS QUE "MARCOLA" FICAR VIÚVO DESSE CASAMENTO COM O ESTADO, PORQUE NEM MESMO A DOR QUE LHE INFLIGIRAM, SR. GOVERNADOR, LHE SERVIU DE LIÇÃO.

O BLOG VAI REGISTRAR SEMPRE COM TRANSPARÊNCIA, OCORRÊNCIAS QUE ENVOLVEM A VIDA E A DESTRUIÇÃO DE QUEM NÃO CONSENTIU COM ESSES ABSURDOS, PORQUE TEM VERGONHA NA CARA.


Sandra Paulino

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

A PM DEFENDE OS PM?

Quem sou eu