quinta-feira, 8 de janeiro de 2015

MALCKMIN & MALDADD = MAIS DO MESMO

Esse artigo, publicado em 26 de novembro de 2012, tratava da troca de secretários, saindo Antonio Ferreira Pinto, entrando Fernando Grella Vieira. Disse o Blog:


ANOTEM: O GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN TROCOU SEIS POR MEIA DÚZIA.

O recém nomeado Secretário da Segurança Pública de São Paulo é apenas mais uma "peça" de reposição, na mesma engrenagem carcomida e gasta em que se transformou a SSP, por conta do caso mal explicado envolvendo os nomes do secretário adjunto da Segurança Pública, hoje advogado, Lauro Malheiros Neto e Marcos Herbas Camacho, vulgo "MARCOLA", líder da facção criminosa Primeiro Comando da Capital, quando SÃO PAULO LITERALMENTE PAROU! 

Os "coxinha" nem avisados foram... ainda posso me lembrar do choque ao saber do Cb BISPO de Osasco, coitado, td furado qdo patrulhava na área do Helena Maria em Osasco, que triste... isso dói!

Também sei de muitos que tombaram, com ou sem antecedentes, porque na hora do corre, quem tinha "dívida" aproveitou pro acerto!

O Tal caMACHO pelo menos fez jus à parte do nome, porque mostrou enorme controle da massa carcerária que extorque e explora sob pena de morte, diferente dos secretários até agora empossados, até chegando ao ponto de correr o salve de parada-geral em SP em maio de 2006. 

Claro, foi depois que um dos gemada que já vinha se garantindo com recolhe de puteiro (aquele famoso prostíbulo WE na região de Cerqueira Cesar que deu o que falar... tinha vários da cúpula em cópula por lá, fora dinheiro do BNDES usado até em rede de prostituição/escravidão sexual p/tráfico de mulheres) ter voado com uma    senhora não exatamente séria, ex-delegada que nem a CHARLIE quis e ex-sócia de um canalha com mania de grandeza e carteira da ordem, irem pedir arrêgo pro "professor" de baderna.


Menos de ano e meio depois, na segunda-feira, 3 de março de 2014, o Blog publicou o artigo: "IN FAMIGLIA": O CASAMENTO DE GERALDO ALCKMIN COM MARCOLA E O RABO DO PCC! mostrando o "casamento" de Geraldo Alckmin com Marcos Willians Herbas Camacho, vulgo Marcola.


Entre outros fatos graves, destacava o Blog:


O PROMOTOR ROBERTO PORTO É OUVIDO E DIZ QUE A "SOCIEDADE, AINDA QUE POR ALGUMAS HORAS DEIXOU DE CONFIAR QUE O PODER PÚBLICO DARIA CONTA DAQUELA SITUAÇÃO". E ACRESCENTA QUE "ISSO É MUITO GRAVE!". SEM DÚVIDA, É GRAVE. MUITO GRAVE.

E MUITO MAIS GRAVE AINDA SERÁ A RESPONSABILIZAÇÃO DE GERALDO ALCKMIN E TODOS OS SEUS COLABORADORES, QUE PRATICARAM DIVERSOS CRIMES, QUASE SEMPRE DEBITANDO A CULPA NA FACÇÃO PCC. 

NEM SEMPRE GERALDO ALCKMIN AGE ASSIM. VEJA EM SETEMBRO DE 2010, QUANDO RECEBE "APOIO" DE NEY SANTOS:


O Blog também destacou atuação do Adjunto da SSP:


QUEM ACREDITOU NA HISTÓRIA DOS DESVIOS DO SECRETÁRIO ADJUNTO LAURO MALHEIROS, GASTANDO DINHEIRO PÚBLICO PARA FINS PARTICULARES NO GUARUJÁ, COMO SENDO O MOTIVO DE SUA QUEDA, ERROU!

FOI A "DESCOBERTA" SOMENTE DOIS ANOS DEPOIS DOS ATAQUES, EM 2008, O MOTIVO REAL DA QUEDA. O PCC, FACÇÃO CRIMINOSA NASCIDA NO SISTEMA PRISIONAL PAULISTA, RECEBEU UM SALVE GERAL PORQUE O ENTEADO DE MARCOLA, "RODRIGO", TINHA SIDO ALVO DE EXTORSÃO DA PARTE DE UM INVESTIGADOR DA POLÍCIA CIVIL, AUGUSTO PEÑA, BRAÇO DIREITO DO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA ADJUNTO, LAURO MALHEIROS NETO.



O titular da pasta, Ronaldo Marzagão, membro do 

Ministério Público, fingiu que de nada sabia.

No episódio de seu filho, o Júnior, em agosto de 2010

ser flagrado com gabarito da prova da OAB, também de 

nada sabia.


O Jornal da Record mostrou ontem a investigação da Polícia Federal sobre a Operação Tormenta, que investiga fraudes em concursos públicos. Hoje, revela o trabalho da polícia após o escândalo do Exame da Ordem dos Advogados do Brasil, fraudado no começo deste ano. Alexandre do Carmo Ferreira foi flagrado em uma escola de Osasco com respostas da prova sobre código penal. Os policiais rastrearam chamadas telefônicas feitas por alguns candidatos, e compararam suas respostas no exame. As notas eram idênticas. Ronaldo Marzagão Júnior, filho do ex-secretário de segurança pública de São Paulo, também está sendo investigado. O Jornal da Record apurou que ele já prestou depoimento à PF e admitiu ter recebido a prova da OAB. A quadrilha planejava vender cadernos de questões para cursinhos preparatórios. Em São Paulo a prova da OAB ficou guardada na sede da PF e foi desviada por um policial rodoviário federal. Em Santos, professores preparavam as respostas. A entrega do material sempre era feita em restaurantes, bares e shoppings centers, e as questões apresentadas aos alunos eram as mesmas do exame. No ano passado, 84 mil pessoas fizeram o exame da OAB, e apenas 12 mil foram aprovadas.

Todos sabem das ligações do palácio paulistano com facções do Crime Organizado! Sim, com maiúsculas mesmo, pois trata-se de instituição que MANDA! e mata.


Passaram-se 6 meses.


No domingo, 28 de setembro de 2014, o Blog publicou o artigo "O "MUNDO MELHOR" DENTRO DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO" onde é possível ver a trajetória que possibilitou ao ex-deputado Gabriel Chalita, apesar dos muitos processos a que responde por desvios de dinheiro público, aumentar quase 2.000% seu patrimônio pessoal em menos de 10 anos. Delicado, o virtual SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO DE SÃO PAULO, também é dileto amigo do presidente do Tribunal de Justiça paulista, onde, entre outros mimos, brinda o desembargador José Renato Nalini com musicais em ambiente judicial. A dúvida é: o prefeito Fernando Haddad está cego ou foi amordaçado?


23/02/2013-06h30

Empresa pagava despesas de Chalita, diz ex-colaborador

MARIO CESAR CARVALHO JOSÉ ERNESTO CREDENDIO DE SÃO PAULO
O Ministério Público Estadual abriu 11 inquéritos para investigar o deputado Gabriel Chalita (PMDB-SP) por suspeita de corrupção, enriquecimento ilícito e superfaturamento de contratos públicos.
As investigações partem de quatro depoimentos de um analista de sistemas que diz ter sido assessor informal de Chalita na época em que ele foi secretário estadual da Educação, entre 2002 e 2006.
O analista, Roberto Leandro Grobman, 41, trabalhou durante anos com o grupo educacional COC e diz ter sido indicado para se aproximar de Chalita para prospectar negócios para o grupo.
Segundo ele, o COC pagou despesas com a locação de aviões e helicópteros, viagens, presentes e uma reforma feita num apartamento de Chalita em Higienópolis, na zona central de São Paulo.
O grupo também comprou milhares de livros escritos por Chalita e computadores para a emissora de televisão da Canção Nova, grupo católico ao qual o deputado é ligado. Em nota à Folha, Chalita negou todas as acusações e afirmou que o objetivo de Grobman é atingir sua imagem.
paulo-alexandre-barbosa-dom-claudio-hummes-dom-odilo-gabriel-chalita
Seu advogado, Alexandre Moraes, pediu ao Ministério Público Estadual que arquive os inquéritos argumentando que Grobman não apresentou provas que sustentem suas acusações.
O promotor Nadir de Campos Jr., que conduz dois dos 11 inquéritos, discorda do pedido: “Foi relatada uma história que parece ter começo, meio e fim. É minha obrigação funcional investigar”.
O Conselho Superior do Ministério Público de São Paulo examinará a possibilidade de arquivar um dos inquéritos na próxima terça-feira.
“GOLDEN NUMBER”
Em seus depoimentos, Grobman disse que Chalita cobrava 25% de propina sobre o valor dos contratos que assinava com fornecedores da secretaria e chamava esse percentual de “golden number” (número dourado).
Parte do dinheiro era guardada num cofre na secretaria, na sala que era ocupada pelo braço-direito de Chalita, o atual prefeito de Santos, Paulo Barbosa (PSDB), segundo o analista. Depois, era levado para o apartamento de Chalita em caixas de papelão, afirmou Grobman.
O analista conta que foi indicado para trabalhar com Chalita pelo empresário Chaim Zaher, dono do grupo educacional COC até 2010, quando vendeu o negócio para o grupo britânico Pearson.
Editoria de Arte/Folhapress
Uma empresa ligada ao COC, a Interactive, vendeu R$ 2,5 milhões em software educativo para a Secretaria da Educação no período em que ela era chefiada por Chalita. Grobman era sócio da firma.
O analista disse que ajudou na reforma do apartamento de Chalita, acompanhando as obras e negociando com fornecedores, frequentou o imóvel e acompanhou o secretário em viagens a Paris, Madri e Nova York.
Segundo ele, Zaher gastou US$ 600 mil com a reforma e pagou os serviços de uma das empresas que participaram das obras, a Valverde, fazendo depósitos numa conta no Bank of America, na Flórida.
O dono da Valverde, Cesar Augusto Valverde, confirmou à Folha que recebeu pagamentos pela reforma em sua conta nos Estados Unidos, mas afirmou que não sabe quem fez os depósito.

A relação com Chalita continuou após sua saída do governo, quando ele assinou um contrato para fazer palestras para o grupo, pelo valor de R$ 30 mil por palestra, segundo a assessoria do COC.
Grobman diz que decidiu procurar o Ministério Público porque sentiu-se “abandonado” por Chalita e pelo COC. Chalita é a principal aposta do PMDB para o governo do Estado de São Paulo nas eleições de 2014. Candidato derrotado à Prefeitura de São Paulo em 2012, nas últimas semanas ele teve seu nome cotado para assumir um ministério no governo Dilma.
SEM ANÁLISE
Em pouco mais de dois anos, a FDE comprou mais de 100 mil cópias de softwares do COC voltados para disciplinas como português e matemática. Adquiriu ainda kits para ensinar princípios de eletricidade.
A Folha apurou com dois técnicos da FDE que trabalharam na gestão de Chalita que as compras do COC seguiam uma espécie de via rápida no órgão: não passavam por análise pedagógica, como determina norma da fundação. Os dois falaram sob a condição de omissão de seus nomes.
Uma das compras, de 70 mil softwares e em lotes, foi concluída em um mês, entre dezembro de 2005 e janeiro de 2006, segundo documentos que estão no Tribunal de Contas do Estado.
Esse contrato foi assinado por Milton Leme, que foi sócio de uma empresa do COC enquanto trabalhava na FDE, num cargo público conquistado por indicação de Zaher.


Todos conhecem as "desculpas" e "explicações oficiais" que autoridades apresentam ao serem flagradas em desvios... portanto, não há novidade. Todos também sabem que os desvios existem e que a canalhice impera.

Mas... (sempre tem um mãs!)

Agora não se trata mais de disfarçar, negar, apresentar desculpas... porque tudo se faz às claras!

ALCKMIN NOMEOU COMO SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA, NINGUÉM MENOS DO QUE O EX-ADVOGADO DE CHALITA E DE INTEGRANTES DE FACÇÕES DO CRIME ORGANIZADO. 
SE DÚVIDA HOUVER, BASTA PERGUNTAR AOS COLEGAS DE ALEXANDRE DE MORAIS, NO MINISTÉRIO PÚBLICO, SOBRE AS LIGAÇÕES DO PESSOAL DO TRANSPORTE ALTERNATIVO, QUE EM BREVE, SERÁ OFICIAL. 
Esse homem é do mal: MALCKMIN.

GABRIEL CHALITA, QUE DIZIA ESTAR DE PARTIDA PARA NOVA IORQUE, RESOLVEU FICAR POR SP MESMO, CONVIDADO POR HADDAD, PARA O CARGO DE SECRETÁRIO MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO!!!
Será formalmente convidado na próxima 2ª feira , 12 de janeiro, carregando debaixo do braço os processos sobre desvios de dinheiro público, enriquecimento ilícito, improbidade administrativa e outros tantos e talvez por isso a providencial transferência de Roberto Porto para outras paragens.
Esse homem também é do mal: MAL-DDAD

SECRETARIA DE SEGURANÇA E CRIME ORGANIZADO:

O material jornalístico produzido pelo Estadão é protegido por lei. Para compartilhar este conteúdo, utilize o link:http://sao-paulo.estadao.com.br/noticias/geral,carta-liga-lideres-do-pcc-ao-controle-de-lotacoes-nas-zonas-leste-e-sul-de-sp,1604098
Segundo o próprio Ministério Público, a facção PCC tem envolvimento com o transporte alternativo e vários de seus integrantes estão sob investigação e/ou presos. 
VOTOS preciosos para Alexandre Padilha na última eleição para o governo paulista, vieram do reduto eleitoral de deputado que depois foi proibido de continuar no Partido dos Trabalhadores.
Claro que não era mais "útil" e chegou a ser proibido de concorrer nas eleições, mas antes, conseguiu até uma liminar do desembargador GAVAZZA MARQUES em favor de seus direitos!!! Mas (de novo: sempre tem um mãs) foi filmado em uma reunião com "líderes do PCC". 
Quanta hipocrisia... reunião não pode, mas pode nomear ADVOGADOS da mesma facção e do mesmo PARLAMENTAR QUE DESVIA VERBA PÚBLICA? 
Ou será que foi outro o motivo de toda essa criminosa "condescendência" com Chalita por seus "contatos"?

Carta liga líderes do PCC ao controle de lotações em São Paulo

Em São Paulo
  • Rogerio Cassimiro/Folhapress - 08.06.2006
    Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, líder máximo do PCC
    Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, líder máximo do PCC
Uma carta apreendida na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, a 611 quilômetros de São Paulo, é o principal indício já revelado de que a cúpula máxima do Primeiro Comando da Capital (PCC), a facção que comanda o tráfico de drogas em São Paulo, aplica parte do dinheiro do crime em lotações das cooperativas da São Paulo Transporte (SPTrans), da prefeitura. Até então, apenas casos de membros hierarquicamente inferiores da facção haviam sido relacionados ao sistema municipal de transportes.
O Ministério Público Estadual (MPE) e a Polícia Civil têm cópia da documentação e ambas as instituições apuram delitos em cooperativas das zonas sul e leste da capital.
A gestão Fernando Haddad (PT), que comanda a SPTrans, afirma que colabora com as autoridades sempre que solicitada. Entretanto, a administração estuda excluir de vez o modelo de cooperativas da concessão do transporte público da cidade.
A carta que mostra a ligação da cúpula da facção com a SPTrans foi descoberta por carcereiros em maio de 2012. Ela dá a entender que Roberto Soriano, o Tiriça, tinha um lotação e o doou para outro membro da facção, Daniel Vinicius Canônico, o Cego.
Este, por sua vez, também tinha uma van, mais antiga, e recebeu ordem de vendê-la após ganhar o novo veículo do colega. O dinheiro da venda iria para o PCC. Não há, na carta, referência exata sobre qual era a cooperativa em que esses lotações operavam.
Tiriça é um preso tão importante para o PCC que foi destacado, segundo o Ministério Público Estadual (MPE), para negociar a paz entre a quadrilha e as facções cariocas Amigos dos Amigos (ADA), Comando Vermelho (CV) e Terceiro Comando (TC). Cego já foi flagrado em escutas telefônicas planejando sequestro de autoridades paulistas, também segundo investigações do MPE.
Ambos integram a chamada "Sintonia Fina Geral" --grupo de sete pessoas que respondem apenas a Marco Willians Herbas Camacho, o Marcola, líder máximo da organização. Segundo o MPE, a facção tem 7.600 integrantes e fatura cerca de R$ 120 milhões por ano.

Despacho

A carta apreendida é um "salve" --conjunto de ordens da cadeia para a rua. Continha uma série de comandos: de indicações de indivíduos que deveriam assumir ações do grupo a dicas para refino de cocaína, passando por uma lista de policiais a serem mortos.
Sobre a SPTrans, depois de explicar seu plano, Tiriça escreveu: "O parceiro [outro colaborador da facção] me falou que a SP Transporte não aceita pegar um carro de um protocolo e colocar em outro protocolo, mas esses caras da cooperativa, meu amigo, só vão no acelera mesmo", referindo-se a como proceder com a transferência.
Um mês depois de a carta ter sido descoberta, em junho de 2012, o secretário estadual da Administração Penitenciária, Lourival Gomes, escreveu um despacho relatando o caso --e uma série de outros crimes combinados na carta-- e pediu a internação de Tiriça no Regime Disciplinar Diferenciado (RDD) de Presidente Bernardes, a 580 quilômetros da capital paulista.
"O que se questiona é como os presidiários, que estão recolhidos no cárcere há muitos anos, conseguem adquirir ônibus? A resposta é clara. Tal é possível graças ao tráfico de entorpecentes e a existência de delinquentes dispostos a auxiliá-los nesse comércio", escreveu o secretário, em seu despacho.
Atualmente, Cego está no RDD em Presidente Bernardes. Tiriça foi transferido, a pedido do governo paulista, para o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e cumpre pena na Penitenciária Federal de Porto Velho, em Rondônia. As informações são do jornal "O Estado de S. Paulo".
SURREAL MESMO É O PONTO COMUM ENTRE O GOVERNO DO ESTADO E DO MUNICÍPIO: O ADVOGADO!

TODA A IMPRENSA JÁ SABE, MAS NADA DIZ, SOBRE A QUEIMA DE ÔNIBUS PARA QUE O TRANSPORTE ALTERNATIVO TENHA NAS MÃOS EM DEFINITIVO, O SISTEMA DE TRANSPORTES DE SP!

SIM, ESTAMOS NA MÃO DA BANDIDAGEM COMUM.

DA MESMA QUE ESTÁ RODANDO LISTAS COM NOMES DE POLICIAIS MILITARES PARA SEREM MORTOS.

SERÁ QUE O "NOVO" COMANDANTE DA PM VAI FALAR? OU SERÁ QUE É POR SABER DISSO QUE ELE NÃO FALA? NÃO FALOU NEM NO DIA EM QUE FOI ANUNCIADO AO CARGO...

Dados do Processo
Processo:
0127163-44.2006.8.26.0004 Retornou dos Sup. Tribunais
Classe:
Apelação…
Área: Cível
Assunto:
DIREITO CIVIL – Pessoas Jurídicas – Associação
Origem:
Comarca de São Paulo / Foro Regional da Lapa / 2ª Vara Cível
Números de origem:
0127163-44.2006.8.26.0004
Distribuição:
3ª Câmara de Direito Privado
Relator:
DONEGÁ MORANDINI
Revisor:
BERETTA DA SILVEIRA
Volume / Apenso:
4 / 0
Outros números:
2422/2006
Valor da ação:
50.000,00
Última carga:
Origem: Serviço de Processamento de Recursos / SJ 3.1.7 – Serv. de Proces. Rec. aos Trib. Sup. Dir. Privado 1. Remessa: 18/07/2014
Destino: Foro / Fórum Regional da Lapa. Recebimento: 18/07/2014
Apensos / Vinculados
Não há processos apensos ou vinculados para este processo.
Números de 1ª Instância
Não há números de 1ª instância para este processo.
Partes do Processo
Apelante: Consórcio Transcooper Felix
Advogado: Alexandre de Moraes
Advogado: Fabio Prado Moreno
Advogado: Jose Marcelo Menezes Vigliar
Advogado: Leonardo de Moraes
Advogado: Luciano de Almeida Freitas
Advogada: Viviane Barci de Moraes
Apelado: Manoel Gomes da Silva
Advogada: Elaine Cristina Barbosa da Costa


A GENTE SE PERGUNTA: "COMO SERÁ QUE VAI TERMINAR O JULGAMENTO DO CASO?"
E A GENTE MESMO RESPONDE: NO MUNDO MELHOR.

São Paulo está entregue às feras, vermes, des-viados tipos de variados tamanhos-formas-e-gostos de reles bandidos. 

Se vestem togas, ternos ou simples uniformes de cadeia é só uma questão de status.

MAL-DDAD: Foi um golpe duro, jamais será esquecido, mas finalmente vc deixou cair a máscara... 

MALDDAD = MALCKMIN


Sandra Paulino











Nenhum comentário:

Arquivo do blog

A PM DEFENDE OS PM?

Quem sou eu