terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

REAÇÃO AO CONTEÚDO DA POSTAGEM SOBRE GERALDO ALCKMIN E O PCC:

AS RELAÇÕES DE GERALDO ALCKMIN COM O PCC:

A AUTORA DO BLOG RECEBEU MENSAGEM ELETRÔNICA DE REGINALDO SCANDELAI, SOLICITANDO REMOÇÃO DA POSTAGEM DE 14 DE OUTUBRO DE 2013, SOB ARGUMENTO DE QUE ESTARIA "SENDO PREJUDICIAL" À SUA IMAGEM E "ATRAPALHANDO" SUA VIDA PROFISSIONAL E SOCIAL:


De: Regi [mailto:regi_scan@yahoo.com.br
Enviada em: sábado, 15 de fevereiro de 2014 15:24
Para: sandrapaulino@aasp.org.br
Assunto: Solicitação de remoção de página

Boa tarde.
Meu nome é Reginaldo Scandelai.
Gostaria de solicitar a remoção da página na web:


Tendo em vista o noticiado na mesma envolver minha pessoa e estar sendo prejudicial à minha imagem quando feita pesquisa em meu nome em sites da web, atrapalhando assim minha vida profissional e social.

Grato pela atenção!


______________________________________________________________________________

REANÁLISE DA POSTAGEM:



PRIMEIRO: UMA SIMPLES NOTICIA REPERCUTIDA EM BLOG, DESDE QUE SEJA VERDADEIRA, NÃO PODE SER "PREJUDICIAL" A QUEM QUER QUE SEJA. 

SEGUNDO: PREJUDICIAL É O QUE O GOVERNADOR ALCKMIN FAZ DIARIAMENTE, PORQUE MENTE SEM PARAR.

REANALISANDO O CONTEÚDO DA POSTAGEM QUE REGINALDO SCANDELAI, VICE PRESIDENTE DA ONG "NOVA ORDEM" DIZ LHE CAUSAR "PREJUÍZO", VERIFICA-SE QUE SEGUNDO DIVERSOS ÓRGÃOS DE IMPRENSA É LIGADA À FACÇÕES CRIMINOSAS E PRATICA LAVAGEM DE DINHEIRO DESSAS ATIVIDADES ILEGAIS.

REGINALDO SCANDELAI, SEGUNDO INFORMAÇÕES DO SITE "CONGRESSO EM FOCO" ATUALIZADAS EM 23 DE MARÇO DE 2013 E DEZENAS DE OUTRAS PUBLICAÇÕES DE VARIADAS DATAS, "nega qualquer vínculo com o PCC", apesar de uma CPI investigar as fontes de recursos da ONG e encontrar pagamentos à esta feitos pelo PCC.

http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/deputado-pede-convocacao-e-quebra-de-sigilo/

Em entrevista telefônica ao Congresso em Foco, o vice-presidente da Nova Ordem, Reginaldo Scandelai, 29 anos, paulista de Monte Alto, foi irônico ao comentar o interesse da CPI pelas atividades da oscip. Referindo-se aos deputados, afirmou: “Eles não acreditam que possa existir gente que tem boa vontade. Tem tanta sujeira em Brasília para ser investigada, e eles vêm encher o saco de quem está trabalhando pela sociedade. A gente até entende. As ONGs e as oscips são sempre vistas com desconfiança porque tem todo tipo de picaretagem na área”.
Scandelai nega qualquer vínculo com o PCC. Contou que a entidade foi procurada por “familiares de presos” do presídio de Presidente Bernardes (SP), onde Marcola está preso. Iracema, acrescentou, “foi para ver a integridade física do pessoal. Nem sabia que iria encontrar o Marcola. Ela não é advogada do PCC”.
O ex-policial prosseguiu: “Iremos, porque não temos nada a esconder. Se olharem nossas contas, é possível que os deputados queiram até nos ajudar. Mas futuros trabalhos da entidade podem ser prejudicados quando sair na imprensa que a gente vai ser convocado a depor na CPI. Estão ligando a gente ao PCC sem ter indício. É, no mínimo, um despropósito. Estão denegrindo a imagem de uma entidade que pode fazer bem para a sociedade”.
“O eleito pelo povo”, completou, “deveria pensar melhor antes de fazer isso. Esse monte de CPI que tem aí acaba em nada porque muitos estão envolvidos com o problema da CPI. Já que acham que houve algo de irregular na ida da advogada ao presídio, por que não convocam o governador? Não seria mais acertado? Não houve irregularidade, mas se tivesse havido não teria sido cometida por quem autorizou o encontro?”
Scandelai deu, no entanto, explicações vagas sobre as fontes de recursos da entidade e dos seus dois principais diretores. Segundo o vice-presidente, que é bacharel em Ciências Contábeis, ele e Ivan Raymondi se dedicam exclusivamente à Nova Ordem, mantendo-se com a ajuda de familiares. A associação, completou, ainda está se estruturando e tem na contribuição dos próprios diretores sua única fonte de arrecadação.
Os demais diretores, segundo ele, conciliam o trabalho normal com a Nova Ordem. Iracema Vasciaveo e Joaquim Trolezi Veiga são advogados criminalistas. Quanto aos outros dirigentes, osite da Nova Ordem informa apenas suas atividades passadas. Roney, 40 anos, “atuava na área de informática, comércio exterior e aduana do porto, na cidade de Santos”. Helcio, 34, “atuava na área de administração de condomínios”. Luiz Eduardo, 41, “foi contratado por várias empresas da área de engenharia”.
Em matéria recentemente publicada pelo jornal O Estado de S. Paulo, Ivan Raymondi citou outra origem para o dinheiro da Nova Ordem. “Vivemos de doações de empresas”, afirmou, recusando-se a citar nomes de doadores. “As empresas não gostariam de ver seus nomes associados a reeducandos”, justificou.
Nem ele nem Scandelai indicaram outra fonte financeira prevista no estatuto da entidade: as contribuições dos sócios. Eles somam hoje, segundo a ONG, mais de 15 mil pessoas – em sua maioria, “familiares de presos”. A Nova Ordem ocupa cinco salas alugadas na rua Frei Caneca, 91, no bairro paulistano de Bela Vista.
Tudo começou na prisão
site fornece, de qualquer maneira, informações interessantes sobre a imagem que a entidade pretende projetar de si mesma. Nele, abundam apelos ao sentimento de solidariedade e à defesa dos direitos humanos. Logo na página principal, aparece o manjado, mas sempre simpático, poema “Primeiro levaram os negros”, de Bertolt Brecht (clique aqui para ler o poema).
site informa também que, representando a Nova Ordem, Ivan Raymondi, Reginaldo Scandelai e Iracema apresentarão uma palestra sobre “Questão carcerária, ressocialização dos apenados e direitos humanos” no Encontro Brasileiro de Direitos Humanos, que se realizará em Curitiba entre 30 de julho e 3 de agosto. Os organizadores do evento, de acordo com a nota, são o Ministério Público do Paraná, a Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) e a Associação Brasileira dos Advogados Criminalistas do Brasil (Abrac).
Relata, ainda, que a idéia de criar a instituição surgiu durante os 153 dias em que Ivan, 33 anos, permaneceu preso na penitenciária de Avaré, acusado pela CPI da Pirataria de participar de uma quadrilha de contrabandistas que agia em São Paulo (leia o texto). Nesse período, ele ficou no regime disciplinar diferenciado (RDD), o mesmo ao qual está submetido Marcola.
Nascido em Santos (SP), o policial civil, que ficou 12 anos na corporação, foi incluído pela CPI da Pirataria no rol de suspeitos de ligações com Lobão e Law King Chong, considerados os maiores contrabandistas do país. Iracema era a advogada dele. Em entrevista coletiva em São Paulo no último dia 16, quando a diretora jurídica apresentou sua versão para o encontro com Marcola, Ivan enfatizou que já foi absolvido pela Justiça.
Ele tornou-se amigo de Reginaldo Scandelai, ex-escrivão, depois de conhecê-lo no presídio da Polícia Civil, em março de 2004. Scandelai foi preso há mais de três anos, acusado de atuar em conjunto com o ex-investigador de Pradópolis (320 km a noroeste de São Paulo) Fernando César Bragini, no comando de uma quadrilha especializada em assaltos a residências e fornecimento de armas a outros grupos de criminosos. O vice-presidente nega a acusação.
O diretor de planejamento, o ex-delegado federal Joaquim Trolezi Veiga, 57 anos, foi condenado a cinco anos e quatro meses de reclusão, em 1998, por associação com o tráfico de drogas. Segundo a Justiça, ele dava cobertura a uma quadrilha internacional desbaratada em 1989 no Aeroporto de Guarulhos.
Trolezi ficou conhecido como “Vovó Pan Am” por acobertar a entrada de tripulantes da companhia aérea americana que traziam cocaína para o Brasil. Toda a quadrilha foi condenada e presa, à exceção dele, que não passou uma noite sequer na cadeia. A pena já prescreveu.
O ex-delegado, que foi diretor da Associação dos Criminalistas do Estado de São Paulo (Acrimesp) durante oito anos, entrou com recurso especial no Superior Tribunal de Justiça, onde o processo ficou dois anos e meio aguardando uma decisão do então ministro, já aposentado, Anselmo Santiago. Segundo publicou a revista IstoÉ em 1999, o ex-ministro Santiago atribuiu a demora ao “excesso de trabalho que avassala o Judiciário brasileiro”. E desmentiu que tivesse relações de amizade com o Trolezi.
A Nova Ordem, de acordo com seus diretores, só atua na fase de execução da sentença do condenado, verificando nos autos dos processos se ele tem direito à progressão do regime ou algum benefício. Não faz a defesa dos réus na fase de instrução do processo.
Na matéria do Estado de S. Paulo, Ivan destaca a importância de Iracema na viabilização da entidade: “Ela comprou a idéia, o sonho de dar um novo direcionamento para o sistema carcerário, um novo rumo, uma nova ordem e por isso montamos esse projeto de ressocialização. Existe o criminoso patológico, mas a maior parte quer voltar para a rua de cabeça erguida”.
Atualizada em: 23/03/2013 ás 3:03

A POSTAGEM DE 14 DE OUTUBRO DE 2013 

NO DIA 14 DE OUTUBRO DE 2013, ESSE BLOG DESTACOU COMO SE FORMOU O PCC, FACÇÃO CRIMINOSA QUE SE INTITULA "COMANDO" DA CAPITAL DESTE ESTADO:


A IDÉIA ERA MOSTRAR COMO A MASSA DE EXCLUÍDOS HÁ SÉCULOS, SÓ FAZ CRESCER E QUE, EM RAZÃO DOS ABUSOS CONTRA OS DIREITOS HUMANOS, O QUE SE INICIOU COM O SAQUE AOS POVOS INDÍGENAS EVOLUINDO PARA SUA MORTANDADE, SEGUIDO DOS SEQUESTROS DE NEGROS LIVRES NA ÁFRICA , CATIVOS AO CHEGAREM AQUI, ATRAVÉS DE CRUELDADE INOMINÁVEL DO SISTEMA CARCERÁRIO QUE NADA RESPEITA, ACABOU RESULTANDO NA BARBÁRIE A QUE ASSISTIMOS, ESTARRECIDOS, RESULTANDO NESSA FACÇÃO CRIMINOSA, QUE SE INTITULA PCC.

APENAS 18 HORAS APÓS VARIADAS CONSIDERAÇÕES, O BLOG EDITOU A POSTAGEM PARA INCLUIR INTERESSANTE ARTIGO DO "OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA", QUE ENTRE OUTRAS OBSERVAÇÕES, MENCIONOU DOIS DIÁRIOS DE GRANDE CIRCULAÇÃO EM SP QUE PUBLICARAM NOTÍCIAS DE INTERESSE DO GOVERNO. POR ISSO O TÍTULO DAQUELE ARTIGO É SUGESTIVO: "PARA LER E DESCONFIAR":

http://www.observatoriodaimprensa.com.br/news/view/para_ler_e_desconfiar

DE FATO, É PARA "DESCONFIAR" DE ALEGADO PLANEJAMENTO DESSA MESMA FACÇÃO CRIMINOSA, QUE ESTARIA SE INFILTRANDO EM MANIFESTAÇÕES PÚBLICAS, "CORRERIAS" E AÇÕES ORQUESTRADAS POR GRUPOS SUPOSTAMENTE ORGANIZADOS (COMO OS BLACK BLOCKS) PARA "MATAR POLICIAIS".

CLARO QUE QUEM ACOMPANHA MINIMAMENTE A VIDA DE POLICIAIS ESPECIALMENTE NESSE ESTADO, SABE QUE A CHANCE DE MEMBROS DE FACÇÃO CRIMINOSA ESTAREM EM MANIFESTAÇÕES DESSE TIPO PARA EXECUTAR POLICIAIS É IGUAL A ZERO.

O GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN, CONHECIDO POR TER UM NARIZ QUE CRESCE CADA DIA MAIS, QUERIA "APROVEITAR" NOTÍCIAS (PLANTADAS) DE ATENTADOS E SIMILARES POR PARTE DA IMPRENSA, PARA COLHER RESULTADOS POLÍTICOS, ISTO É ÓBVIO.


NESSE ESFORÇO, ATÉ CONVERSAS GRAVADAS HÁ ALGUNS ANOS, EM TELEFONEMAS ENTRE SUSPEITOS DA PRÁTICA DOS MAIS VARIADOS CRIMES E PESSOAS COMUNS QUE NÃO IDENTIFICAM QUASE NENHUM INFRATOR, ESTAVAM SENDO EXIBIDAS COMO "DESCOBERTAS" RECENTES, COM AQUELE "AR" DE COISA GRAVE, PRESTES A POR EM RISCO O PALACIO DOS BANDEIRANTES.

SÓ QUE NÃO DEU CERTO, POIS ATÉ MESMO UM EX-INTEGRANTE DAS FORÇAS DE SEGURANÇA, O EX-SECRETÁRIO PINTO, VEIO A PÚBLICO DUAS SEMANAS DEPOIS DESSA "ENCENAÇÃO" PARA DESMENTIR O GOVERNADOR! 



ESTE BLOG NEM REPRODUZIU O TI-TI-TI QUE FOI PUBLICADO EM DIVERSOS SEGMENTOS, PRINCIPALMENTE NA MÍDIA ELETRÔNICA: 

http://jornalggn.com.br/noticia/ex-secretario-de-seguranca-acusa-alckmin-de-buscar-dividendos-politicos-com-ameacas-do-pcc


Valor: Como viu a ameaça de morte ao governador?
Ferreira Pinto: Veja, um deles, que é proeminente da facção [refere-se a Marcola, líder do PCC], disse que a facção diminuiu a taxa de homicídios. Isso é fanfarronice. Foi assim que o governo classificou, e está certo. Agora, quando um outro preso disse que ia "decretar", que na gíria significa que vai matar o governador, não é fanfarronice? Foi no mesmo contexto, em 2011. Aí vem o governo e diz "Não vou me intimidar". Ele está aproveitando para colher dividendos políticos.


MINISTÉRIO PÚBLICO E JUDICIÁRIO APOIANDO A FARSA DE ALCKMIN

SEGUNDO A FSP, OS PEDIDOS DE PRISÃO FEITOS PELOS PROMOTORES QUE QUERIAM VER PRESOS OS "SUSPEITOS"  DE UMA LISTA DE QUASE 200 NOMES, FORAM TODOS INDEFERIDOS PELO JUIZ THOMAZ FARQUI.


HOUVE ATÉ MESMO INACREDITÁVEL INTERFERÊNCIA DO PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SP, IVAN SARTORI, QUE ASSUMIU TELEFONEMA AO MESMO JUIZ, O QUE É PREOCUPANTE, SE ANALISARMOS QUE TODO JUIZ DEVE TER 'INDEPENDÊNCIA'. 


"Na verdade, a Presidência orientou o juízo no sentido de que, sendo possível, fossem decretadas as prisões, e ofereceu todas as garantias quanto à segurança do magistrado." (IVAN SARTORI)


ISSO TINHA RELEVÂNCIA E O BLOG NOTICIOU E COMENTOU TAMBÉM: 

http://blogsandrapaulino.blogspot.com.br/2013/10/o-crime-organizado-o-estrelismo-do-mp-e.html


"... Todos sabemos que é de cunho político a revelação, somente agora, três anos depois de investigação feita somente pelo Ministério Público, da infiltração de bandidos com histórico público de crimes, nas instituições do Estado, especialmente na Polícia Militar. 


Só que a história dessa infiltração em SP, não começa agora: vem de muito longa data e sempre se soube que O MAIOR MOTIVO DE TANTAS MORTES, DENTRO E FORA DA POLÍCIA, TEM LIGAÇÃO COM OBJETIVOS MATERIAIS, ENRIQUECIMENTO ILÍCITO E SOBRETUDO, LIGAÇÕES COM O CRIME ORGANIZADO.


Quem duvida, leia a resenha de notícias sobre o dia que SP parou e as forças de segurança fizeram acordo com Marcola, "chefe" do PCC, organização criminosa que até outro dia se negava a própria existência; assim como ainda se negam os grupos de extermínio formados dentro das hostes policiais do Estado. Diante de fatos assim tão graves, o sumiço do pobre Amarildo em terras cariocas vai parecer "piada". De mau gosto..."


AS INTENÇÕES DO OCUPANTE DO PALACIO, SEGUNDO O "OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA" ERAM TODAS NO SENTIDO DE ATINGIR O DIREITO DE MANIFESTAÇÃO PÚBLICA, DE ONDE QUER QUE VIESSE, o que o tempo ajudou a confirmar, ainda mais depois do incidente recente envolvendo manifestantes e um profissional de jornalismo de grande rede de televisão:


Os jornais compram tudo pelo valor de face.
A ser levada a sério a suposta intenção dos criminosos de se infiltrar entre os Black Blocs para atacar policiais, temos o quadro perfeito para justificar uma proibição de manifestações públicas ou – pior – um cenário no qual os policiais militares irão para as ruas, durante os protestos, ainda mais tensos e com o dedo no gatilho.

INTERESSANTE QUE AS INTENÇÕES DO OCUPANTE DO PALACIO, MUDAM CONFORME A CONVENIÊNCIA, POIS ATÉ EX-PRESIDIÁRIO ALEGADAMENTE INTEGRANTE DE FACÇÃO CRIMINOSA, FOI POR ELE APOIADO E TORNADO EM CORRELIGIONÁRIO, QUANDO ISSO ERA "FAVORÁVEL" AO CENÁRIO POLÍTICO:





DENÚNCIAS SOBRE ENVOLVIMENTO DE SETORES DA SEGURANÇA PÚBLICA COM FACÇÕES DO CRIME ORGANIZADO SEMPRE SÃO PROIBIDAS DE SEREM INVESTIGADAS. E SE SÃO PROIBIDAS PELA PRÓPRIA SECRETARIA DA SEGURANÇA PÚBLICA, NÃO PODE O GOVERNADOR ALCKMIN VIR A PÚBLICO DIZER DO RISCO DE ATENTADOS CONTRA SUA PESSOA. SOA, NO MÍNIMO, INCOERENTE, SENÃO MENTIRA PARA COLHER DIVIDENDOS POLÍTICOS.



NA MESMA POSTAGEM QUE TRATOU DO 'ESTRELISMO DO MP' O BLOG TRATOU DESSE TIPO DE OCORRÊNCIA, QUE FICA 'PROIBIDA' DE SER INVESTIGADA, CITANDO COMO "EXEMPLO" O CASO DA CHACINA DA FAMÍLIA PESSEGHINI, ASSASSINADA EM 5 DE AGOSTO DO ANO PASSADO.

O COMANDANTE GERAL JÁ CHEGOU NO LOCAL, ABSOLUTAMENTE PREJUDICADO PORQUE DEZENAS DE POLICIAIS TINHAM ALI ENTRADO, FALANDO PELAS VENTAS. SEM PERÍCIA, SEM ABSOLUTAMENTE NENHUM DADO SEGURO, DISSE QUE "TODOS TINHAM SIDO DROGADOS". 

SEGUNDO A SEGURANÇA PÚBLICA DE SP, FOI DECLARADO EXECUTOR DOS BÁRBAROS CRIMES, UM GAROTO DE APENAS 13 ANOS! 


"... CRIME QUE CHOCOU O PAÍS, COMO A CHACINA DE PMS E SEUS FAMILIARES,, CULPANDO UM ADOLESCENTE FILHO DE UM CASAL DE PMS NÃO FOI ESCLARECIDO COMO DEVIA PORQUE O CASO TAMBÉM REPERCUTE NA SUJEIRA ESCONDIDA DEBAIXO DE PESADAS SOMBRAS, ONDE GROSSAS QUANTIAS DE DINHEIRO PÚBLICO CAI NO SORVEDOURO.


Dinheiro público que cala e sufoca a verdade...


Vozes são silenciadas, pessoas são ameaçadas, propinas são pagas descaradamente,mortes são encomendadas e tudo se passa como se nada se passasse... É o famoso "laissez faire, laissez passer"..."


http://noticias.r7.com/sao-paulo/apos-seis-meses-policia-considera-caso-pesseghini-esclarecido-e-aguarda-parecer-da-justica-05022014


HÁ UM ÚNICO ENDEREÇO ELETRÔNICO QUE REGISTROU A CHACINA DOS PESSEGHINI COM DETALHES, INDEPENDÊNCIA E CORAGEM:

http://andradetalis.wordpress.com/2013/11/02/alckmin-inventa-historia-da-ameaca-do-pcc-para-desviar-a-atencao-do-povo-paulista-sobre-a-chacina-da-familia-pesseghini/

Segundo o ex-secretário Antônio Ferreira Pinto, as escutas nas quais um integrante do PCC fala em “decretar” a morte do governador, são conhecidas da cúpula da Segurança Pública desde 2011.Geraldo Alckmin esta usando noticia velha, que já foi exaustivamente publicado pela imprensa, para se passar por vítima e fazer de conta que esta lutando contra o crime organizado.
E por falar em crime organizado, diga-se de passagem, que os criminosos foram muito bem organizados ao executar toda a família Pesseghin, conseguir manipular provas, plantar matérias falsas na mídia e ainda conseguir intervir na produção de laudos inclusivos fabricados pelo Instituto de Criminalística, adulterar vídeos de câmeras de segurança para incriminar Marcelo Pesseghini como assassino, bem debaixo das barbas do Governo.
APENAS COM ESSAS RÁPIDAS CONSIDERAÇÕES, É POSSÍVEL TRAÇAR UM "PANORAMA DA SEGURANÇA PÚBLICA" EM SP E O QUE RESULTA DISSO É MUITO GRAVE, PORQUE A INSTITUIÇÃO GOVERNO MENTE!

E na esteira dessas mentiras, mentem também todos os demais setores que formam e compõem o Poder Executivo. A promiscuidade é tão grande que se envolvem ainda o Legislativo, bloqueando quaisquer investigações isentas e o Judiciário, que fecha o circo de horrores, chegando ao ponto de admitir publicamente que interfere na independência funcional de seus membros para conseguir objetivos não exatamente confessáveis!

Para demonstrar que o governador mente, o Blog trouxe em 15 de outubro, uma notícia de apenas um dia antes:

Governo de SP cria equipe para investigar achaque de policiais a membros do PCC

Alckmin afirmou que já designou uma equipe especial da corregedoria para acompanhar os casos; governador também disse esperar bloqueadores de celular nas prisões até o final do ano.

14 de outubro de 2013 | 12h 37


Contra as mentiras sobre propalados ataques do PCC na atualidade, o Blog pontuou o "ACORDO" que Oficiais do alto comando da PM fizeram com integrantes da facção, com o conhecimento do governador em 2006.


"... GERALDO ALCKMIN: UM LEGÍTIMO REPRESENTANTE DA "CASA GRANDE" E SEUS ASSECLAS, PRECISAM PARAR DE MENTIR: NADA DE TENTATIVA DE ASSASSINATO, NÃO SENHOR! ..."

TRAZENDO DE VOLTA UM VÍDEO DO HISTORY CHANNEL, O BLOG AINDA DESTACOU:

"...FAZ TEMPO QUE OS AGENTES DO ESTADO ABUSAM DO PODER E ISSO NÃO PODE CONTINUAR, COM MENTIRAS DISTRIBUÍDAS À POPULAÇÃO OU MORDAÇA NA BOCA DA IMPRENSA! 

CHEGA: CONTE A VERDADE SOBRE OS CRIMES DE MAIO, DOS DOIS LADOS!..."




O Blog também deu uma cronologia dos acontecimentos de 2006, fazendo o comentário a seguir reproduzido e listando vários artigos da imprensa, como repercussão, todos com links para checagem:


"... Enquanto os PMS de todo o Estado não eram avisados do que acontecia na cúpula da SSP, E ERAM MORTOS FEITO MOSCAS, OU MATAVAM EM VARIADOS ACERTOS DE CONTAS COMO QUEM MATA RATOS, INCLUSIVE COMO DESFORRA PELA MORTE DE COMPANHEIROS, coronéis do alto comando da PM negociaram um acordo, depois desmentido. Vazada a informação, inclusive do uso de avião oficial da PM, para levar uma advogada (Iracema Vaciavéo) até MARCOLA, costurar uma rendição, veio a revolta dos policiais e a negativa do comandante e sub, respectivamente, ELIZEU ECLAIR TEIXEIRA BORGES e AILTON ARAÚJO BRANDÃO. Este último, é ex-comandante da ROTA e Chefe do Policiamento Metropolitano no dia do acordo; mais tarde lembrado na desastrosa ação em 2009 na favela Paraisópolis, um dos mais gordos contra-cheques na gestão de subprefeituras de Kassab (+ de 280mil)..."


GERALDO ALCKMIN tinha batido em retirada, deixando a batata quente nas mãos de Cláudio Lembo, que negou que o Estado tivesse feito um acordo com os criminosos. A tese foi reforçada pelo secretário de Administração Penitenciária, Nagashi Furukawa, pelo delegado-geral da Polícia Civil, Marco Antônio Desgualdo, e pelo comandante-geral da Polícia Militar em São Paulo, Elizeu Eclair Teixeira Borges. MAS ERA TUDO VERDADE E TODA A POPULAÇÃO SABIA. 





Logo no início de 2007, começaram a chover informações sobre os responsáveis pelo DIA EM QUE SÃO PAULO PAROU! 


Descobriu-se que o PCC já estava agindo "dentro da legalidade", inclusive contando com outras organizações, como a ONG "Nova Ordem", numa espécie de TERCEIRIZAÇÃO DA ATIVIDADE CRIMINOSA, coisa que sempre foi do conhecimento de Alckmin e sua equipe.

No dia do aniversário da cidade, uma notícia da FSP chamou a atenção:


Quinta, 25 de janeiro de 2007, 06h53  Atualizada às 12h30
PCC mantinha ONG como assessoria, diz polícia
 Últimas de Guerra Urbana
» Familiares de vítimas do PCC recebem indenizações
» PCC mantinha ONG como assessoria, diz polícia
» Traficante do PCC escapa de prisão no Paraguai
» Marcola diz que foi ameaçado de morte na prisão
 Busca
Busque outras notícias no Terra:
A Associação dos Familiares dos Reeducandos Nova Ordem, comandada até agosto por quatro ex-policiais - três civis e um federal -, era a ONG que servia para lavar dinheiro ilícito e atender os pedidos dos líderes da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), além de funcionar como "assessoria de imprensa" da facção criminosa, segundo a Polícia Civil.» SP: 4 são presos por seqüestro de repórter
» Polícia prende 33 em churrasco do PCC

A ONG foi constituída em 25 de julho para se disfarçar de entidade interessada na defesa dos direitos da organização criminosa. O ex-policial civil Ivan Raymond Barbosa, seu braço direito Anderson de Jesus e Simone Barbaresco acabaram presos nesta terça-feira e serão indiciados por formação de quadrilha e seqüestro.
Barbosa ocupava o cargo de presidente e Barbaresco o de vice da ONG, de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo.
De acordo com o titular da Delegacia de Roubo a Banco do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic), delegado Ruy Ferraz Fontes, os três estão envolvidos no planejamento e seqüestro do repórter Guilherme Portanova e do auxiliar-técnico Alexandre Calado, em agosto do ano passado.
Conforme notas fiscais e documentos apreendidos com os diretores, o PCC pagava o aluguel do imóvel que servia de sede para a ONG, assim como viagens e despesas dos diretores, além de colchões, produtos de higiene e limpeza e comida para os presos do litoral, segundo a Folha.



Segundo a notícia da FSP era a institucionalização do crime.


MENOS DE UM MÊS DEPOIS DO "SALVE GERAL" QUE ATINGIU A MAIOR METRÓPOLE DA AMÉRICA LATINA, O SITE "CONGRESSO-EM-FOCO" NOTICIOU NO DIA 2 DE JUNHO DE 2006, QUE PARLAMENTARES PEDIRAM QUEBRA DE SIGILO  DE LARGA ABRANGÊNCIA DA ONG "NOVA ORDEM".

Neucimar Fraga quer quebrar o sigilo bancário, telefônico e fiscal da ONG Nova Ordem, que é suspeita de ter ligações com o PCC

http://congressoemfoco.uol.com.br/noticias/deputado-pede-convocacao-e-quebra-de-sigilo/

O nome é comprido: Associação dos Familiares dos Reeducandos do Estado de São Paulo Nova Ordem. As intenções soam belíssimas: entre os objetivos, buscar a “ressocialização” da “população carcerária e seus egressos” e “promover a ética, a paz, a cidadania, os direitos humanos e outros valores universais”. Ao entrar no site da entidade, a sensação é de acessar a página de uma organização religiosa. Começa a tocar a canção “O céu está rezando por ti”, do conjunto Anjos de Resgate. A música fez parte da trilha sonora do filme Maria, mãe do filho de Deus, do padre Marcelo Rossi (clique aqui para ver a letra completa).
Para o deputado Neucimar Fraga (PL-ES), um dos três vice-presidentes da CPI do Tráfico de Armas, tudo não passa, porém, de biombo para uma instituição vinculada ao Primeiro Comando da Capital (PCC). “A Nova Ordem é um apêndice do PCC”, afirma ele. Convencido disso, o parlamentar requereu a quebra do sigilo bancário, telefônico e fiscal da entidade e a convocação dos seus diretores para depor.
A pedido da comissão, a Polícia Federal fez investigações preliminares sobre a diretoria da Nova Ordem e informou à CPI que três dos seus sete membros são ex-policiais expulsos de suas antigas corporações. O presidente, Ivan Raymondi Barbosa, e o vice-presidente, Reginaldo Scandelai, eram da Polícia Civil de São Paulo. O diretor de planejamento, Joaquim Trolezi Veiga, foi delegado da Polícia Federal.
Outra integrante, a diretora jurídica Iracema Vasciaveo, ganhou notoriedade recente por ter participado do encontro, no último dia 14, entre autoridades policiais paulistas e o líder máximo do PCC, Marcos Willians Herbas Camacho, o Marcola. Nessa reunião, conforme confirmou para a CPI uma testemunha ouvida reservadamente, foi selado o acordo que pôs fim aos atentados e rebeliões ocorridos em São Paulo três semanas atrás (leia mais).

Apesar da PF investigar o caso, os "estrela" da PM foram se humilhar para o "comando" da facção criminosa, enquanto os policiais militares, especialmente os que são cumpridores dessas exigências absurdas do RD, vivem dentro de modesto orçamento completado pelo "bico", dormindo dentro do carro, comendo coxinha e sofrendo os humores do baixo oficialato, morriam nos ataques, sem sequer serem avisados por seus comandantes, de que havia uma guerra deflagrada.


“Ô, Sr. Marcola, ajuda a gente”

Sylvio Costa e Edson Sardinha 
Em reunião reservada, deputados da CPI do Tráfico de Armas ouviram uma testemunha ligada ao Primeiro Comando da Capital (PCC) sob a condição de manter seu nome sob sigilo. A testemunha disse aos parlamentares que …
Em reunião reservada, deputados da CPI do Tráfico de Armas ouviram uma testemunha ligada ao Primeiro Comando da Capital (PCC) sob a condição de manter seu nome sob sigilo.
A testemunha disse aos parlamentares que é verdadeiro o relato feito no último dia 16 pelo jornalO Estado de S. Paulo sobre o acordo firmado entre o principal líder do PCC, Marcola, e a cúpula policial paulista para cessar os atentados promovidos pela organização criminosa. Segundo levantamento divulgado nesta semana pelo Ministério Público Estadual de São Paulo, a onda de violência deflagrada três semanas atrás resultou em 162 mortes.
Quando a reportagem foi publicada, a advogada Iracema Vasciaveo deu entrevista coletiva para negar o acordo. Ela reconheceu que se reuniu dois dias antes com Marcola; o corregedor da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP), Antonio Ruiz Lopes; o delegado José Luiz Ramos Cavalcante, da Polícia Civil; e o coronel Ailton Araújo Brandão, comandante do Comando de Policiamento Interior. Admitiu que o governo colocou à sua disposição um avião da Polícia Militar para ir até o presídio de Presidente Bernardes (SP), onde o chefão do PCC cumpre pena. Mas insistiu que, durante os 40 minutos em que conversaram, não houve entendimento nenhum.
Na coletiva, para espanto dos repórteres, ela chegou a sugerir que Marcola e os demais presos não tinham informações sobre os ataques e as rebeliões em outros presídios. Negou ainda que seja advogada do PCC, embora tenha feito uma ressalva: "Como, segundo eles alegam, é uma entidade que tem diversos membros, você, logicamente, advoga para alguns deles".
“Ô, Sr. Marcola, ajuda a gente”
A testemunha ouviu de Iracema uma versão bem diferente. Distante dos gravadores e câmeras de TV, a diretora jurídica da Nova Ordem contou que não apenas o encontro selou o acordo entre a polícia e o PCC como o compromisso se deu em condições vexatórias para as autoridades estaduais de São Paulo.
O coronel Ailton Araújo Brandão, disse a testemunha, chegou a se dirigir a Marcola em termos que assustaram a própria Iracema. “Ô, Sr. Marcola, ajuda a gente”, teria apelado o coronel humildemente. O líder do PCC tirou proveito da situação. “Vocês queriam testar meu poder de fogo, pois aí está ele”, teria provocado ele.
A testemunha acrescentou que os representantes da polícia concordaram em atender a duas reivindicações que o governo paulista já havia acatado antes, mas que, até então, não haviam sido colocadas em execução: a instalação de 60 televisores com tela de plasma (aparelhos adquiridos pelo próprio PCC), para os presos assistirem aos jogos da Copa do Mundo; e a troca da cor dos uniformes, de laranja para cinza.
Assumido o compromisso, Marcola, ainda na presença dos ilustres visitantes, ligou do celular para seu braço-direito operacional, Robson Lima Ferreira, o Marcolinha, que se encontra preso em Presidente Venceslau (SP). Foi Marcolinha quem se encarregou de passar a ordem adiante, pondo fim aos ataques.
Entrevista à Bandeirantes
Também foi Marcolinha quem deu, de dentro da prisão, a entrevista telefônica que a TV Bandeirantes levou ao ar no último dia 18. A entrevista, conduzida pelo jornalista Roberto Cabrini, foi apresentada como se tivesse sido feita com o Marcola, o que não ocorreu, segundo assegurou a testemunha.
A Polícia Civil e o Ministério Público de São Paulo abriram investigação para apurar como um preso que deveria estar incomunicável poderia ter concedido a entrevista.
Além de garantir sigilo à testemunha, os deputados que a ouviram a dispensaram de repassar informações que pudessem lhe trazer risco de vida após ouvirem dela um angustiado desabafo: “Eles estão sempre vigiando, têm informações sobre tudo que acontece aqui fora. Se eu falar tudo que sei, eu morro”.

NOJO É O SENTIMENTO DE QUEM TEM VERGONHA NA CARA! e como tem estrela decadente.


O Blog finaliza a postagem de 14 de outubro contando o MOTIVO DE TODA A TRAGÉDIA:


EM 2008 VEIO À TONA A REVELAÇÃO QUE ABALOU A SSP:

AS LIGAÇÕES DO SECRETÁRIO ADJUNTO DE SEGURANÇA PÚBLICA, LAURO MALHEIROS NETO, COM POLICIAIS QUE ACHACARAM MARCOLA FORAM O ESTOPIM! Embora negando tudo, Malheiros Neto acabou sendo lembrado como o pivô da parada geral. 

CELULARcelular RSSrss
01/05/08 - 19h18 - Atualizado em 01/05/08 - 20h50


Escutas mostram como policiais cometiam extorsão

Investigadores mantinham refém em delegacia de polícia em Suzano, na Grande SP.
Em dois anos, policiais teriam acumulado uma fortuna em imóveis.
Do G1, com informações do SPTV
Escutas telefônicas revelam detalhes sobre a ação de dois investigadores de Suzano, na Grande São Paulo. A especialidade deles era extorquir dinheiro de bandidos. Eles foram presos nesta quarta-feira (30), em São Paulo, acusados de extorsão e seqüestro. 
Veja o site do SPTV 
Os dois investigadores da Polícia Civil teriam mantido em cativeiro, em uma delegacia em Suzano, Rodrigo Oliveto de Morais, o enteado de Marcola, chefe da quadrilha que age nos presídios de São Paulo. Foi a ação mais ousada da dupla, que usava a estrutura da polícia para extorquir dinheiro de criminosos. 


http://g1.globo.com/Noticias/SaoPaulo/0,,MUL450904-5605,00-ESCUTAS+MOSTRAM+COMO+POLICIAIS+COMETIAM+EXTORSAO.html

Outras fontes:


Sabe-se hoje que agentes públicos do Governo  Federal, circulavam com grande desenvoltura entre alguns setores da SSP em São Paulo; trocavam informações e muito mais. O Blog falou sobre esse ponto:


Se foi mesmo ele ou não, sozinho é que não foi... tinha gente graúda lá em Brasília, especialmente na Secretaria de Direitos Humanos, dando apoio... reuniões constantes com a SSP e Secretaria de Justiça aqui em SP. E seja como for, ele perdeu as ações onde pleiteou indenização pelas acusações que a imprensa lhe fez e teve de apresentar a demissão.


CONCLUSÃO:

A ALEGADA ORQUESTRAÇÃO DE ATAQUES DO PCC CONTRA GERALDO ALCKMIN, E O SUPOSTO ATENTADO SOFRIDO POR UM DE SEUS PARENTES RECENTEMENTE (COM A  SEGURANÇA TODA MOSTRANDO-SE INCAPAZ DE ALVEJAR OS BANDIDOS - Ô GENTE RUIM DE MIRA!), TUDO SOMADO À PROVÁVEL INFILTRAÇÃO DE MEMBROS DE FACÇÕES CRIMINOSAS ENTRE O GRUPO "BLACK BLOCKS" PARA ATACAR POLICIAIS, CRIARIA AMBIENTE FAVORÁVEL À PROIBIÇÃO DE MANIFESTAÇÕES POPULARES, OBJETIVO DO GOVERNO.

DE FATO, A QUESTÃO ABORDADA EM OUTUBRO DE 2013 É JUSTAMENTE O QUE ESTÁ ACONTECENDO EM FEVEREIRO DE 2014 EM TODO O TERRITÓRIO NACIONAL.

PARA OBTER FARTO APOIO DA POPULAÇÃO,  A MÍDIA TRADICIONAL EXPLOROU AO MÁXIMO A MORTE DE UM PROFISSIONAL DE IMPRENSA, REPERCUTINDO O EPISÓDIO ATÉ MESMO EM NÍVEL INTERNACIONAL.

OS CONFLITOS QUE PARECEM SER "ORQUESTRADOS" POR SETORES DA "DIREITA" RAIVOSA E REACIONÁRIA, COMO ESSA "COTIDIANA CULPA DO PCC", NA VERDADE REPRESENTAM REVIDE DO SEGMENTO QUE NÃO SUPORTA VER MUDANÇAS DE ÂMBITO SOCIAL ONDE ANTES IMPERAVA E ERA OBEDECIDO.

DIANTE DO "VANDALISMO" FABRICADO POR ESSE MESMO SEGMENTO, RECEBE REPROVAÇÃO DA PRÓPRIA POPULAÇÃO QUE NÃO SE DÁ CONTA DO RISCO DE GOLPE, JÁ EM ANDAMENTO EM DIVERSOS SETORES DA VIDA NACIONAL, ALGUNS DESTES DA BASE FEDERAL.

COMO NÃO SE USA "BOLA DE CRISTAL" EM BLOG, NEM SE RECEBE INFORMAÇÕES DE SETORES GOVERNAMENTAIS POR RAZÕES ÓBVIAS, O QUE SE PODE ASSEGURAR É QUE A "RÁDIO-PEÃO" FUNCIONA MESMO! 

A ANÁLISE POLÍTICA DE FATOS QUE ENVOLVEM O COTIDIANO DA MAIOR CIDADE DA AMÉRICA LATINA COMPETE A TODOS E A CADA UM. QUEM NÃO VIVE SÓ DE INTERNETE, FACEBOOK, TV GLOBO E OUTRAS FONTES NÃO ISENTAS, CONSEGUE ENXERGAR ISSO E SE PREVENIR DAS CONSEQUÊNCIAS DESSE DESGOVERNO NA SEGURANÇA PÚBLICA. CONSEGUE SOBRETUDO, ENTENDER O JOGO SUJO E RASTEIRO DE SETORES DO GOVERNO DESSE ESTADO, QUE USAM E ABUSAM DO PODER QUE TEM E SE ESCONDEM ATRÁS DO "PACTO FEDERATIVO" PARA DESRESPEITAR OS DIREITOS HUMANOS.

CLARO QUE CONVÉM --  E MUITO, MUITO MESMO! -- AO GOVERNO DE GERALDO ALCKMIN ESSE PERMANENTE ESTADO DE ALARMISMO, ESPECIALMENTE DENTRO DAS FILEIRAS DA CORPORAÇÃO MILITAR.

OS QUE IRÃO LUCRAR COM ESSA SITUAÇÃO SÃO OS DE SEMPRE: LACAIOS, MAÇANETAS, OPORTUNISTAS E OS "CONVIVAS" QUE SEMPRE ESTÃO PRESENTES AOS "BOCA-LIVRE" PAGOS COM DINHEIRO PÚBLICO. QUEM CRITICA, PROTESTA, TORNA PÚBLICOS OS DESVIOS E DENUNCIA DE FORMA IRREVERSÍVEL, TRAZENDO PERIGO A QUALQUER UM DESSE GRUPO, SOFRE DE "INSANIDADE".

SEJA COMO FOR, COMENTAR FATOS COM FONTES, PROFIGALIZAR OS ERROS DE AGENTES PÚBLICOS E/OU SEU ENVOLVIMENTO COM O CRIME E ILUSTRAR DE FORMA DIDÁTICA O QUE SE PASSA NOS BASTIDORES DO PODER, NÃO PODE SER CONSIDERADO COMO "PREJUÍZO". ANTES, É UM EXERCÍCIO SAUDÁVEL DA POSSIBILIDADE DE SE TRABALHAR COM A TRANSPARÊNCIA E A VERDADE COMO FERRAMENTAS PARA SE FAZER JUSTIÇA.

NESSE CONTEXTO, É TOTALMENTE DESCABIDA A SOLICITAÇÃO FEITA POR E-MAIL, QUE APONTA A POSTAGEM REANALISADA, COMO PREJUDICIAL A PESSOAS ALI CITADAS. HÁ EXTENSO ROL DE NOTÍCIAS QUE AINDA SE ENCONTRAM DISPONÍVEIS EM VARIADOS SÍTIOS NA WEB. 

BASTA UMA PESQUISA COM O NOME DE REGINALDO SCANDELAI NO SITE GOOGLE E UM AMONTOADO DE NOTÍCIAS ATÉ MUITO MAIS DETALHADAS SURGE:

http://g1.globo.com/jornalhoje/0,,MUL1139925-16022,00-O+CRIME+TERCEIRIZADO.html






"ADEMARZINHO & CEMINHA", amigos do finado GUIDINHO e do ROMEU SEM JULIETA: guardem seus "acordos" pra'queles da sua laia. 

POR QUÊ SÓ AO BLOG DA SANDRA PAULINO É QUE SE PEDE PARA "EXCLUIR" PUBLICAÇÕES?


Sandra Paulino





Nenhum comentário:

Arquivo do blog

A PM DEFENDE OS PM?

Quem sou eu