domingo, 2 de dezembro de 2012

RECEITA PRA ACABAR A VIOLÊNCIA NÃO SÓ EM SÃO PAULO!


VIOLÊNCIA EM SÃO PAULO: O QUE NÓS TODOS,

PAULISTANOS E PAULISTAS OU NÃO, PODEMOS 

FAZER PARA ACABAR COM ISSO!


Anote abaixo a receita (ingredientes e modo de fazer) e "mãos à massa":

É TUDO MUITO BARATO, PRÁTICO, RÁPIDO E DE EXCELENTE RESULTADO FINAL. E tem a minha receita, logo em seguida, confira!

1. Separe num pedaço de papel, todos os ingredientes como: computador e provedor de acesso à internete; e-mail em provedor estrangeiro para melhorar a segurança de sua navegação e os  e-mails de políticos que vc conhece;

2. Abra um e-mail e jogue nele como recheio um texto simples e curto, mas OBJETIVO, contra essa situação de violência desenfreada e pedindo apuração transparente (que seja postada com acesso público na web, NO ESPAÇO OFICIAL CORRESPONDENTE A CADA PARLAMENTAR), das responsabilidades cabíveis de cada autoridade pública envolvida; 

3. Aqueça bem a mensagem, NÃO ESQUECENDO que isso deve seguir a todos esses agentes públicos, 
com seus dados pessoais e um endereço para resposta postal e eletrônica e que vc deve
 copiar todos os contatos no espaço CC (com cópia) e no espaço CCO (com cópia oculta) todos os endereços de seus amigos, parentes, conhecidos e até adversários, pois afinal, a luta é DE TODOS!

4. Fique atento ao TEMPO DE COZIMENTO DA MASSA: o recebimento da resposta deve  ser partilhado novamente com todos os CC e CCO;

5. Ao final de 30 dias, NÃO DEIXE ESFRIAR, ISTO É IMPORTANTÍSSIMO! poste tudo no endereço eletrônico da presidência da República, onde está escrito "FALE COM A PRESIDENTA";

6. Aguarde o mínimo de tempo para que cheguem convites DA PARTILHA DO BOLO, para integrar grupo/comissão de discussão sobre o tema, REAÇÃO CÍVICA contra essa barbárie, se não chegar nada, CRIE um no seu bairro e torne isto PÚBLICO!;

6. Se nada disso produzir resultado POSITIVO, com a massa uniforme e bem distribuída em camadas de responsabilidade por aqueles que ganham verdadeiras fortunas e nos representam muito mal na maioria das vezes, envie todo o material anterior para:

OFICINA REGIONAL PARA AMERICA DEL SUR
ALTO COMISIONADO DE NACIONES UNIDAS PARA LOS DERECHOS HUMANOS
AV. DAG HAMMARSKJÖLD, 3269, VITACURA, SANTIGO DE CHILE

OU TELEFONE PARA:

002156247068542789

OU MANDE E-MAIL PARA:

derechoshumanos@ohchr.org

OU ENTRE NOS SITES:

http://www.acnudh.org
http://www.ohchr.org

EM TEMPO: eu podia perfeitamente ter colado aqui os endereços do Senado, Câmara dos Deputados, Assembléia Legislativa e Presidência da República, onde se encontram organizados os links de cada parlamentar, mas É VOCÊ QUEM TEM QUE MEXER E FAZER A RECEITA FUNCIONAR!

E EU DUVIDO QUE NÃO FUNCIONE SE TODOS RESOLVEREM FAZER O QUE ATÉ AGORA NINGUÉM, NENHUM GRUPO OU SEGMENTO SOCIAL FEZ! TODOS ESPERAM O OUTRO FAZER!

___________________________________________________________

MINHA RECEITA:


Na 1ª postagem desse blog, dediquei "PÊSAMES" a um general que preferiu a perfídia no lugar da verdade. Falei ao general Barros Monteiro que convidou João Pedro Stédile a palestrar na Escola Superior de Guerra, algo tão absurdo quanto chamar o vulgo "MARCOLA" (ao menos oficialmente não!) a integrar o palanque de "autoridades" em solenidade oficial, porque extraoficialmente ele já pôs muito coronel debaixo de suas ordens... Enfim, naquele "post" tecí comentários, segundo MEU DIREITO DE EXPRESSÃO, que desagradaram variantes de coloração político-partidária, muito especialmente as que tem espaço mais à esquerda*. Como eu não tenho compromisso com absolutamente nenhuma dessas "correntes", nada nem ninguém, senão com a verdade, MANTIVE a postagem até hoje. Parte dela:

A anistia não foi, como queriam os desordeiros, o perdão aos participantes de "atos terroristas", consoante texto legal, mas liberou os militares acusados de assassinatos e torturas que, perto do se faz hoje no País (não que um erro justifique o outro) faria parecer pouco, muito pouco do quanto merecem os traidores da Pátria ... Não gosto de farsas e acomodações propícias a certa manutenção de aparências. Gosto da verdade, do jeito que ela é. Antes das causas ditas libertárias, digo que só a verdade realmente liberta. Assim, antes da nacional socialista, prefiro todos os hinos e canções cívicos de meu País. Eles dizem mais de mim mesma.


Os atos de barbárie, praticados por agentes do Estado e pessoas ligadas  de algum modo à estas forças de repressão, começam -- 40 anos depois -- a serem identificados, não punidos. Alguns, com muita determinação de indivíduos, chegam a serem responsabilizados civilmente, ainda que de modo tardio e apenas simbólico, como a condenação de BRILHANTE USTRA e a farsa do SUICÍDIO DE WLADO HERZOG.

Os atos de barbárie, praticados por pessoal engajado na contra-revolução ou contra-golpe, conforme denominações de direita e esquerda, já foram, de forma bastante dura, identificados e julgados na própria época em que ocorreram, como é exemplar a prisão de Dilma Roussef.

Os atos de barbárie como foram os justiçamentos de pessoas que estavam teoricamente do mesmo lado, MAS QUE ERAM SIMPLES DESORDEIROS, AQUELES QUE JAMAIS APRENDERAM A RESPEITAR QUALQUER TIPO DE ORDEM, qualquer sinalização consentida e ajustada com a maioria. Estes jamais foram abordados, até esta parte da história.

TODOS DEVEM, SOB O QUE ESTÁ ESCRITO NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL E QUE VALE PARA TODOS, NACIONAIS OU ESTRANGEIROS, PASSAR PELO DEVIDO PROCESSO LEGAL.

Se as pessoas sob processo e julgamento vão ser responsabilizadas ou não, não é  o ponto que nos interessa! O QUE INTERESSA É COBRAR QUE SEJA CUMPRIDO O QUE ESTÁ NA LEI, PORQUE ELA ESTÁ REPRESENTADA POR NÓS TODOS QUE VOTAMOS (OU BEM OU MAL, O RESULTADO ESTÁ AÍ!) PARA QUE LEIS FOSSEM EDITADAS E POSTAS EM CUMPRIMENTO.

Todas as leis, desde aquelas que estão na Constituição, como aquelas que estão abaixo dela, como as que protegem grupos de minorias ou partes extremamente fracas, ou ainda que cobram responsabilidades de governantes e de altos agentes públicos, TEM QUE SER CUMPRIDAS!

Um exemplo:

Se um policial militar cometeu crimes, deve ser processado, julgado e condenado. Para isso há lei e forma de se buscar sua responsabilização, não podendo se aceitar que, se não agiu quando devia, o Estado, venha a se dobrar diante de quaisquer outros interesses, para perseguir esse mesmo policial, quando ele próprio, seguindo a lei, conseguiu burlar todo o aparato oficial e se dar bem.

Para os que ainda não entenderam, estou falando do ex-comandante da ROTA, batalhão de polícia paulista com triste fama (de que se orgulha) de ser a polícia que mata!

Se ele agiu fora da lei em episódios que a imprensa contou à fartura, dedico sinceros pêsames ao órgão ministerial do Estado que não foi capaz de apresentar denúncia e buscar legalmente sua responsabilização nos episódios desse propalado desvio. Agora, porque esse mesmo ex-comandante alcançou na via legislativa, expressiva votação para ser um dos representantes do legislativo paulista, pensa-se na impugnação de sua posse! NADA MAIS ANTIDEMOCRÁTICO!

AINDA QUE OS INTERESSES QUE ESSE EX-COMANDANTE DEFENDA SEJA  CONTRÁRIO AO INTERESSE DA MAIORIA DOS GRUPOS REPRESENTATIVOS DE SEGMENTOS QUE TAMBÉM TEM DIREITO AO VOTO POPULAR E NÃO FORAM TÃO BEM SUCEDIDOS NA MESMA ELEIÇÃO, ELE TEM O DIREITO DE SER EMPOSSADO. 

O resto, diante do que prescreve a Constituição, é perseguição e revanchismo barato, sustentado em alegações de mídia golpista, essa sim, que JAMAIS dedicou um grão de areia na construção de uma sociedade melhor do que esta que aí está!

Não gosto e nem concordo com o modo como o coronel TELHADA fala de simples suspeitos, assim como minha análise pessoal de episódios envolvendo violência de PMs contra civis, aponta para direção diametralmente oposta à análise casuísta que ele faz das "ocorrências", mas, MESMO ASSIM, defendo o direito que ele tem, de votar, ser votado, eleito e empossado.

A "receita" que estou postando, serve para TODOS os agentes do Estado.

Assim, o resultado da receita, em termos da violência que varre o Estado de São Paulo, é que o governador QUE NÃO GOVERNA, QUE MENTE, QUE MANIPULA E QUE PERMITE A BARBÁRIE, tem que ser submetido primeiro ao impeachment, depois ao regular processo em três aspectos legais: administrativo, civil e penal. Deve ser julgado e condenado ao cumprimento da pena respectiva.

ESSA É A RECEITA PRA ACABAR A VIOLÊNCIA NÃO SÓ EM SÃO PAULO!

Nota sobre esquerda*

* Os livros de História que se pretendam minimamente sérios, certamente irão abordar o processo revolucionário francês, nos fins do século XVIII,  quando o rei Luis XVI, através de uma Assembleia Nacional Constituinte, possibilitou a eleição de políticos que votaram medidas para tirar a França do atoleiro financeiro de múltiplos setores sociais, o que ameaçava a própria estabilidade e existência do Estado. As  medidas que pudessem sanar tantos problemas eram discutidas em reuniões cujas tendências políticas na ala direita do plenário eram os integrantes do funcionalismo real (HOJE A NATA DO FUNCIONALISMO PÚBLICO EM TDS OS NÍVEIS); os nobres proprietários de terra (NOSSOS LATIFUNDIÁRIOS), os burgueses enriquecidos (NOSSA GENTE DIFERENCIADA) e alguns clérigos (ESSA PARTE DA ICAR QUE DIVIDE ESPAÇO COM O EVANGELHO DA PROSPERIDADE) recusavam qualquer tipo de reforma que atingisse seus antigos privilégios. Na ala esquerda do mesmo local, os membros da pequena e média burguesia (NOSSA ASCENDENTE E NURRA CLASSE MÉRDIA) e demais simpatizantes (MOVIMENTOS SOCIAIS DIVERSOS, COM DESTAQUE PARA NEGROS, PERIFA, ÍNDIOS E OS RECLAMADORES-DE-SEMPRE!) buscavam uma grande reforma que aplacasse a grave crise nacional. Como se vê, desde há quase três séculos, nada mudou.
 ______________________________________

Finalizando, só pra fazer uma comparação bem superficial, porque "contra fatos não há argumentos", este blog repercute notícias da posse do novo secretário na Segurança Pública de São Paulo, em 23 de novembro, quando comentei aqui no Blog:

ANOTEM: O GOVERNADOR GERALDO ALCKMIN TROCOU SEIS POR MEIA DÚZIA.


E falei também que:

Há sérios desvios, com todas as agravantes legais. Isto que acontece em SP é brincadeira, igualzinho a zombaria que ouvi no dia do massacre na Detenção qdo morreram bem mais dos que os 111 anunciados. Tds os professores do cursinho famoso que eu frequentava, comentavam que finalmente a "reforma penal" tinha sido feita e bem barato... só uma exceção, quase sem voz, me dizia que a justiça divina se encarregaria de dar resposta. E então eu me pergunto até hj: gnósticos e ateus não tem direito à justiça? Para que a existência do Estado? Onde está a responsabilização dessas autoridades? Td isso já cansou d+ e os transgressores sabem muito bem que são tratados pelo sistema de forma extremamente desigual, muito distante dos textos legais. Por isso tiveram um mentor que recorreu à mesma cartilha que se lhes aplica: VIOLÊNCIA! E como "deu certo", vão continuar usando isto até que alguém comprometido (a) com a VERDADE se apresente e reconheça a falência do sistema que aí está. Enqto isso, não esqueçam: pagaremos a conta. ...A mesma nocividade que enxergo nas mentiras desse governo, especialmente em órgãos como a P-SDB-M, a polícia que mata e mente e que foi por mim desmentida bem antes da queda do comandante que sempre mentiu sobre GRUPOS DE EXTERMÍNIO, aliás, amigo do Pinto, vejo em segmentos dos Direitos Humanos.A diferença é que eu falei tudo que era preciso ser falado sobre as mentiras do comando da PM muito ANTES da queda do comandante. Ele mentiu sobre minhas denúncias e eu disse que eram MENTIRAS o que ele falava 

http://blogsandrapaulino.blogspot.com.br/2012/04/verdade-e-que-o-comando-geral-mente.html...

HOJE já não suporto os discursos vazios da maioria daqueles que se dizem DEFENSORES DE DIREITOS HUMANOS e nem vou citar nomes para não ser injusta e ESQUECER algum desses OPORTUNISTAS, que adoram postar notinhas na mídia alternativa sobre a carniça que o Estado produz...

Proteção para as pessoas, cidadãos comuns ou policiais? NADA! ...


Hoje, 2 de dezembro, MENOS DE DUAS SEMANAS DEPOIS DA POSSE,    São Paulo continua a mesma cidade violentíssima, uma violência criada, instigada e alimentada pelo próprio governo. 

A situação da qual ninguém parece ter controle, nem mesmo as autoridades que deveriam assumir seu papel ou simplesmente entregar o cargo, vem acumulando mortes sobre mortes, de todos os tipos, em verdadeira e declarada GUERRA CIVIL. 

Morrem suspeitos, morrem criminosos, morrem policiais e morrem bandidos com carteira do Estado e de todos os níveis. 

Morrem velhos,  adultos, jovens e até crianças.


É trágico comparar as notícias atuais com as do dia da posse do secretário que referi ser parte da engrenagem estatal podre, substituindo o anterior, FERREIRA PINTO:



Delegado-geral diz que grupos de extermínio voltaram a atuar em SP - 23 de novembro de 2012 | 2h 10 - Brunos Paes Manso, Marcelo Godoy e William Cardoso - O Estado de S.Paulo

O delegado-geral da Polícia Civil, Marcos Carneiro Lima, afirmou ontem que há indícios de ações de extermínio na atual onda de violência em São Paulo. Em tom de desabafo, prestes a deixar o cargo, ele disse que pelo menos uma das vítimas teve antecedentes criminais consultados no sistema de segurança pública do Estado pouco antes de ser assassinada, o que indicaria atuação de policiais no crime.
"Fomos verificar, havia sido feita uma pesquisa (sobre antecedentes). A morte foi na capital e a pesquisa, feita na Grande São Paulo pouco antes da morte", disse Carneiro, logo após a posse do novo secretário da Segurança Pública, Fernando Grella Vieira, no Palácio dos Bandeirantes.
O delegado-geral disse que isso já ocorria no passado (veja abaixo) e afirmou que o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) está checando se houve consultas também em outros casos de homicídios recentes. "Se houver policial envolvido em crimes, queremos que ele fique preocupado e não durma em paz", disse. As consultas das fichas criminais são acessíveis somente a policiais.
Ainda falando sobre a onda de violência na cidade, questionado se havia provas de que policiais têm cometido assassinatos em bairros da periferia, Lima disse que trabalha com todas as linhas de investigação e apontou alguns indícios de que isso esteja acontecendo. "A própria sociedade, ao receber a informação de que oito homicídios aconteceram em um curto espaço de tempo, em um espaço geográfico pequeno, (sabe que) é porque alguma coisa estranha está acontecendo. O criminoso (comum) é covarde. Ele mata e foge do local. Ele não mata e fica matando várias vezes. Não mata e recolhe os estojos (dos projéteis) depois para não fazer prova."
O delegado-geral explicou que a numeração dos estojos de munições são determinantes em uma investigação, porque permitem o rastreamento de onde foram compradas. Todas as balas usadas por policiais, por exemplo, trazem identificação de lote. "Em muitos casos, os estojos são recolhidos por pessoas que sabem que poderiam ser incriminadas por essas informações."
Carneiro afirmou também que parte da sociedade é conivente com a violência. "É importante ressaltar que a gente nunca teve chacina nos Jardins. Por quê? Por que é tão fácil matar pobre na periferia? Porque ainda existe uma grande parcela da sociedade que acha que matar pobre na periferia é matar o marginal de amanhã."
Troca. Carneiro já pôs o cargo à disposição do novo secretário da Segurança e deve ser substituído nos próximos dias. Quatro nomes são cotados para assumir a Polícia Civil: o diretor do Departamento de Investigações sobre o Crime Organizado (Deic), Nelson Silveira Guimarães; o diretor do Departamento de Polícia Judiciária da Capital (Decap), Carlos José Paschoal de Toledo; o diretor do Departamento de Polícia Judiciária da Macro São Paulo, Youssef Abou Chahin; e o diretor do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa, Jorge Carrasco.

Vítima assassinada na recente onda de violência teve antecedente criminal consultado, o que pode indicar participação de policiais




A comparação é feita com as notícias de hoje,  2 DE DEZEMBRO E REALMENTE SE COMPROVA QUE NÃO HÁ CONTROLE, QUE O GOVERNADOR MENTIU, APENAS TROCANDO SEIS POR MEIA DÚZIA:



São Paulo tem 7 baleados e 2 mortos durante a madrugada - Uma criança de três anos foi atingida por um tiro na zona leste da capital

02 de dezembro de 2012 | 9h 38 - Cecilia da Silva Leite - O Estado de S. Paulo
SÃO PAULO - Sete pessoas foram baleadas e duas, mortas, entre a noite do último sábado, 1, e a madrugada deste domingo, 2, na cidade de São Paulo. Dentre elas, uma criança de três anos foi atingida por um tiro no Jardim Belém, na zona Leste da capital.
Quatro pessoas foram baleadas, entre elas a criança, na zona leste, por volta das 21h30 do último sábado. A PM foi acionada e as primeiras informações correspondiam a uma ocorrência na rua Abel Tavares, na região de Ermelino Matarazzo. Quando chegaram no local, os policiais encontraram dois homens, uma mulher e o filho dela baleados. A mãe e a criança estavam dentro de um carro. Os homens foram atendidos no pronto-socorro do hospital Planalto. A mulher e a criança foram socorridas pelo Hospital Santa Marcelina de Itaquaquecetuba. O caso foi registrado no 63º Distrito Policial, na Vila Jacuí.
Outras três pessoas foram baleadas na rua Cairu, no bairro Cantinho do Céu, na zona sul. Segundo a PM, três vítimas foram atendidas, mas uma morreu.
Na zona oeste, um policial militar reformado foi morto a tiros em frente a um bar localizado. Apontado como sub tenente da reserva - ele se envolveu em uma briga e foi baleado. Depois da confusão, ele foi levado para o pronto-socorro do Hospital Bandeirantes, mas morreu. Segundo a PM, um menor foi apreendido, um homem preso e um terceiro suspeito fugiu levando a arma de um dos policiais que atendeu o caso. A ocorrência foi registrada no 89º Distrito Policial, no Portal do Morumbi.
Dois assaltantes atacaram um policial na madrugada deste domingo enquanto ele trocava o pneu do carro na rodovia Ayrton Senna. Ele teria reagido e disparou contra os criminosos. Um deles morreu no local e o outro foi socorrido pelo pronto-socorro do Hospital Bandeirantes. 
http://www.estadao.com.br/noticias/cidades,sao-paulo-tem-7-baleados-e-2-mortos-durante-a-madrugada,968161,0.htm

A "receita" para acabar com os ratos é bem simples. Só é preciso querer.

Sandra Paulino

_________________________________________________________________

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

A PM DEFENDE OS PM?

Quem sou eu