quarta-feira, 7 de março de 2012

SUPLICY SE ANTECIPA E HOMENAGEIA AS MULHERES...

Esse é o meu Senador: um homem inteligente, sensível e sobretudo responsável pelas idéias que espalha na sociedade. PARABÉNS POR SUA LUTA PELO "RENDA MÍNIMA"


http://www.youtube.com/watch?v=5WVSzJ0Ilyg

07/03/2012 - 17h15 - Plenário - Pronunciamentos

Suplicy faz elogio à sensibilidade feminina e defende novo paradigma civilizatório



Em pronunciamento nesta quarta-feira (7), o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) exaltou a sensibilidade feminina como característica imprescindível para a construção de um novo paradigma civilizatório em que predominem a justiça social e o respeito ao meio ambiente. O senador prestou homenagem às mulheres antecipando-se à celebração, nesta quinta (8), do Dia Internacional da Mulher.

– A mulher tende a ser receptiva e altruísta. Isto está acontecendo, por exemplo, hoje, no Brasil, no governo da presidenta Dilma Rousseff. Logo no primeiro ano do seu mandato, ela obteve maior aprovação da sociedade do que os presidentes homens que a antecederam – comentou.

Suplicy assinalou ser necessário modificar a sociedade atual, na qual tem prevalecido a violência, característica de predominância masculina. Ele observou que, por outro lado, também o homem carrega em si um lado feminino, cujas características de maior sensibilidade, altruísmo e receptividade são importantes para aperfeiçoar as instituições.

O senador citou artigo publicado no Jornal do Brasil em que o filósofo e teólogo Leonardo Boff lembra que já ocorreram cinco grandes extinções em massa. A sexta estaria sendo acelerada pela intervenção do ser humano.

– É isso que dá o domínio de um gênero, o masculino, sobre o outro. No tempo em que pudermos ter uma reciprocidade, isto é, em que homens e mulheres respeitem suas características e diferenças, poderemos reverter esta terrível realidade – disse Suplicy.

Mortes de ciclistas no trânsito

Em intervenção feita no início da sessão, Suplicy registrou a realização, na véspera, de manifestações de ciclistas em 40 cidades brasileiras contra a violência no trânsito. Ele lamentou as mortes de ciclistas, que teriam chegado a 439 de 2005 a 2010, apenas no município de São Paulo.

O senador lembrou a morte, na semana passada, da bióloga Juliana Dias, na Av. Paulista, e do mecânico Hélio Nunes da Costa, em Belém do Pará. Ele também mencionou o caso do biólogo Pedro Davison, que perdeu a vida depois de ser atropelado em 2006, no Distrito Federal.

Suplicy, que chegou ao Congresso numa bicicleta, acompanhado por outros ciclistas, leu ainda carta elaborada pelos participantes do 1º Fórum Mundial da Bicicleta, realizado em fevereiro em Porto Alegre. A carta lista dez princípios: felicidade, sustentabilidade, vida comunitária, políticas públicas, cidades mais humanas, democracia, paz no trânsito, saúde, formação de redes e horizontalidade.

Da Redação

Um comentário:

Anônimo disse...

Doutora Sandra.
Obrigado pelas atenciosas palavras manifestadas sabiamente que provam o perfil combativo e altamente corajoso de nossa tão nobre e verdadeira representante da oab/sp.
Suas declarações sem rodeios em brasília mais uma vez provam sua dignidade.

Arquivo do blog

A PM DEFENDE OS PM?

Quem sou eu