domingo, 24 de janeiro de 2010

PRIMEIRO MATAM, DEPOIS BUSCAM APOIO COM OS SUPERIORES... ESSA É A POLÍCIA DO GOVERNO PEÉSSEDEBÊSTA!

Sr. governador:

Essa é a polícia que o Estado de São Paulo e os paulistas de modo geral tem que se orgulhar? pois eu tenho vergonha. E medo.

Sandra Paulino





ESTÁ ACONTECENDO EM ALGUM BATALHÃO DO ESTADO DE SP.
Na noite de sexta, por volta das 22 horas, compareceu ao primeiro distrito policial de santo andré uma patrulha de polícia militar para informar dados preliminares de duas pessoas baleadas pela rua Queirós dos Santos, região central.

Imediatamente a Autoridade Policial tomou as cautelas de praxe, designando para o local o concurso da perícia técnica, bem como do setor de homicídios desta seccional.
Os investigadores da homicídios descobriram, então, que uma das vítimas, do sexo masculino, já entrara em óbito, enquanto a outra, do sexo feminino, estaria ferida com um tiro no abdômen e em coma induzido.
Causou estranheza a sobreditos servidores o grande número de oficiais da polícia militar presentes no hospital, o que só é comum quando o fato envolve diretamente policiais militares.
Assim, os agentes foram até a delegacia e deram ciência do ocorrido à Delegada de plantão. Já por volta das três horas da madrugada aportou na repartição uma guarnição miliciana, informando a ocorrência e dizendo, apenas, que uma testemunha teria visto um policial fardado correndo atrás de um dos baleados. A outra vítima, ao que parece, seria apenas uma pedestre que aguardava o ônibus em um dos pontos da via.
Posto isto, como os policiais condutores alegaram desconhecer o possível autor dos disparos, registrou-se o Boletim de Ocorrência para maiores apurações dos fatos. Já pela manhã, em uma reunião entre os delegados que saiam e entravam, teve-se a idéia de procurar a guarda municipal para verificar a existência de monitoramento do local.
Para nossa surpresa, a região em questão é filmada e as imagens são mais que comprometedoras. Mostram uma viatura da PM colocando três indivíduos em trajes civis dentro de uma viatura oficial. E pasmem, ao que parece, um deles, que possivelmente tratava-se de policial militar de folga, tomou assento na direção do veículo oficial.
Para terminar o espetáculo de horrores, ao sairem com o carro fica explicito o corpo da moça jogado ao solo, sem qualquer tipo de socorro.
Ainda pela manhã, em diligências pela cidade, os investigadores da homicidios encontraram outros pms da área e, fingindo estarem completamente inteirados do assunto, lançaram a seguinte indagação: “Puxa, que chato o que os colegas de vocês fizeram, isso vai dar problema”.Ao que o policial militar respondeu: “Pois é, os policiais estão no Plantão de Policia Judiciária Militar (PPJM) até agora.”
Com mais essa informação a chefia da homicidios entrou em contato com a corregedoria da PM e descobriu que realmente os policias estavam lá. Só que até agora nenhum deles foi apresentado à Autoridade Policial para as providências cabíveis. A versão permanece de disparos desconhecidos
Ora, é cediço que crime praticado por militar contra civil é de competência da justiça comum. Em hipótese alguma os procedimentos poderiam estar sendo levados a termo nos porões do quartel, ao arrepio das instituições que sustentam o Estado Democrático de Direito.
E vamos piorar de vez a situação: Pasmem, ontem compareceu à Delegacia um oficial da policia militar solicitando exame residuográfico para alguns policiais presos no batalhão. Quando dito que seria necessário qualificá-los em um BO para expedirem as requisições ele se foi.
Até a manhã desse domingo eles continuam “fechados em copas” e, por conta deles, a polícia civil, titular legal das investigações, foi retirada do caso
Por que os fatos não foram apresentados na delegacia de policia da área???? Em que se embasa a atitude militar de fechar as portas de suas casernas e ali, como senhores de tudo, resolverem a sua maneira problemas que afetam todo o tecido social???? Como uma instituição que traz o mister constitucional de defesa da ordem pública pode se furtar ao respeito pelas instituições legalmente postas????
São eles que buscam junto ao Planalto o ciclo completo de policia, capaz de lhes outorgar poderes investigatórios sem qualquer crivo auditor, permitindo abusos que jamais conheceremos, posto que realizados no interior de suas pseudo fortalezas????
A farda modela o corpo e atrofia a mente….

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

A PM DEFENDE OS PM?

Quem sou eu