segunda-feira, 17 de março de 2014

OS GOLPES MAIS RECENTES NO BRASIL

artigo editado em 18 de março:


Convocatória do ato unificado “Ditadura Nunca Mais: 50 anos do golpe militar”, em 31 de março de 2014, a partir das 9h, no pátio externo do prédio da Rua Tutoia, nº 921
No dia 31 de março de 2014, completam-se 50 anos do golpe que instituiu a ditadura militar brasileira.
As práticas de repressão e de violência de Estado que marcaram o período autoritário ainda permanecem ocorrendo contra a população pobre e negra da periferia, bem como contra as manifestações populares que têm sido realizadas e todo o país.
Para completar a situação, há propostas de reformas legislativas conservadoras – lei antiterror, regulamentação das manifestações e a Portaria do Ministério da Defesa intitulada “Garantia da Lei e da Ordem” – visando coibir os protestos e amedrontar os manifestantes. Isso só incentiva a já tradicional truculência das Polícias Militares.
Diante desse cenário de continuidade das violações de direitos humanos, diversas organizações da sociedade civil e Comissões da Verdade estão construindo um ato político-cultural unificado para marcar essa lamentável efeméride e exigir a punição dos torturadores, assassinos e ocultadores de cadáveres da ditadura e da democracia.
O valor simbólico de realizar o ato “Ditadura Nunca Mais: 50 anos do golpe militar” nesse prédio tombado da Rua Tutoia, que abrigou o DOI-CODI e que agora deve ser convertido em um lugar de memória, é enorme para o movimento de direitos humanos em nosso país.
Por essas razões, as entidades e organismos que assinam a presente convocatória chamam a todas e todos para participarem e divulgarem esse ato no dia 31 de março de 2014, a partir das 10h, no pátio externo do prédio da Rua Tutoia, nº 921.
Que 2014 seja não apenas o ano da verdade, mas também o da justiça.
Ditadura Nunca Mais! Punição aos Torturadores de Ontem e de Hoje!
Para novas adesões, enviar mensagem até dia 24 de março de 2014 para o email comissaodaverdadesp@al.sp.gov.br.
                                (final da edição)

SOBRAL - UM HOMEM QUE NÃO TINHA PREÇO!

EM 1º DE NOVEMBRO UM FILME QUE PROMETE! 

Num tempo em que muitos canalhas ainda rastejam tentando GOLPEAR a Nação, contra os direitos e garantias individuais, com apoio de segmentos sociais os mais diversos, todos com objetivo comum do saque, da lapidação do patrimônio nacional pelos vendilhões de sempre, oportunistas travestidos de democratas ou ditadores assumidos, ou simplesmente os que estudam em nível universitário mas apresentam total desconhecimento de História do Brasil, é difícil expressar o que significa
HERÁCLITO FONTOURA SOBRAL PINTO
Advogado defensor dos Direitos Humanos, católico praticante, esse mineiro e escorpiano militou pela defesa de muitas vidas, em ditaduras como a de Vargas e a civil-militar em 1964.
Em 1984, no palanque das DIRETAS JÁ, lamentavelmente discursou ao lado de farsantes como Tancredo Neves, que forçou Jango à capitular diante das FFAA, pouco antes do Golpe de 64, aceitando o parlamentarismo depois derrotado nas urnas do plebiscito, tudo porque queria ser 1º Ministro.
Mas SOBRAL era SOBRAL e podia estar misturado com gentes as mais diversas, de ideologias as mais diversas, de interesses os mais diversos, que não se iria deixar contaminar por qualquer ideal que não o seu: LIBERDADE & JUSTIÇA!

Por esse ideal de justiça e seu perfil de defensor dos Direitos Humanos, ele certamente será sempre lembrado pela defesa de um COMUNISTA como Luiz Carlos Prestes, embora fosse cristão. 
Poucos sabem, porém, que Sobral também defendeu aquele que seria rotulado pelo ditador VARGAS como sendo o MENTOR DE PRESTES: HARRY BERGER!
Ao aceitar a defesa daquele judeu polaco-alemão naturalizado americano, deputado na Alemanha, SOBRAL encontrou o comunista num buraco da escada no prédio da Polícia Federal carioca.

Interessante olhar sobre os fatos que marcaram  a História no Brasil e no mundo e o renascimento do autoritarismo naquela época:

http://www.oab.org.br/historiaoab/primeiros_anos.htm
Em março de 1937, seis meses antes de baixar sua ditadura, Vargas, por seu próprio Decreto de Proteção e Defesa dos Animais, teve de aceitar a defesa de SOBRAL em favor desse preso político, mantido em condições subumanas no cárcere.
HARRY BERGER era na verdade Arthur Ewert, militante da Internacional Comunista, entrado no Brasil com identidade falsa e que chegou para auxíliar de Luís Carlos Prestes e ao contrário deste, era teórico bem sustentado em estudos na Europa, na China e na Argentina. 
Assim como nosso herói mais recente, CARLOS MARIGHELLA, o comunista já então despertava para a falácia do stalinismo. Dizia, depois de observar bem a situação nacional, que não havia condições para uma insurreição, porque a população ainda não estava "mobilizada", trabalhando na criação de uma representação de operários, camponeses e burgueses que fossem contra o imperialismo. 
Mas a vaidade, essa ratazana oportunista que tudo põe a perder, precipitou acendimento de luzes sobre os planos dos comunistas, fazendo com que um pequeno grupo de operários em Natal, seguido de outros no Rio de Janeiro e no Recife seguissem o exemplo afoito e desastroso, depois conhecido como Intentona Comunista, rapidamente dominada pelo governo federal.
Essa fraca tentativa de golpe sem base e sem condições de prosperar, despertou ódio no ditador Vargas e rendeu prisões dos insurgentes, entre eles Berger e sua mulher, Elise; violada por soldados brasileiros e por homens da Gestapo e levada a um campo de concentração mais tarde, onde morreu.
Berger sofreu as torturas do odioso Filinto Muller, Oficial do Exército que foi chefe de polícia de VARGAS no Rio de Janeiro, com larga atuação parlamentar por mais de 40 anos, tendo atuado também na ditadura de 64. Depois pouco mais de ano de prisão, foi condenado pelo Tribunal de Segurança Nacional a 13 anos de prisão.

SOBRAL, humanista convicto, encontrou o preso em condições mostruosas, sem banho durante todo o periodo de prisão sem julgamento, sem higiene qualquer, sem luz e sem ventilação o local de aprisionamento e já quase sem sanidade nenhuma. 
Foi quando notou que faltava ordenamento jurídico para a defesa. No Decreto de Proteção e Defesa dos Animais, citado por um juiz do Paraná para condenar a alguns dias de prisão o dono de um animal que matou o bicho a pancada, SOBRAL conseguiu os argumentos do habeas-corpus, que redigiu e impetrou no Tribunal de Segurança Nacional, para que o preso tivesse mínimas condições de dignidade.
Falou da tutela de todos os animais no território nacional, falou sobre maus-tratos, sobre ambiente insalubre, enfim, falou de tudo o que estava sendo imposto ao judeu-comunista, emparedando o Tribunal de Segurança Nacional, que ficou numa saia tão justa, que teve de conceder TRATAMENTO HUMANO ao preso político. Afinal, era demais dar tutela digna a um animal e negar essa mesma tutela a um ser humano.
O revanchismo negado oficialmente pelo ditador Vargas que chegou a ir ao Congresso prometer que não se vingaria contra o comunista, foi usado com sabedoria e ironia pelo habilidoso advogado que cobrou tratamento igualitário ao que era previsto aos animais, em cumprimento ao que tinha sido decretado pelo próprio Vargas... jurando que nenhum preso político seria tratado com desumanidade.
Sabe-se por historiadores brasileiros, que na biografia de Berger consta ter sido levado ao Manicômio Judiciário em junho de 1942, pois as torturas sofridas durante a prisão o enlouqueceram e que teria obtido a anistia concedida aos presos políticos, em 1945, depois do que teria retornado à terra natal onde morreu depois de muitos anos.
GOLPES RECENTES


Ditaduras e regimes de força, sabemos, são a história triste de nosso país.
Essa é apenas uma parcela, hoje suficientemente esclarecida para mostrar que Vargas foi ligado à morte da judia-alemã e comunista Olga Benário, mulher de Prestes, grávida, entregue a Hitler que a mandou ao campo de morte Bemburg onde deu à luz Anita Leocádia, sendo depois enviada à câmara de gás.
A chamada era JK, marcou o desenvolvimento industrial, prometendo crescer 50 anos em 5 e endividando o país com as obras monumentais como Brasília:
Na ditadura mais recente, de 1964, houve uma eleição legítima onde Jânio Quadros e João Goulart, concorrendo em chapas diversas porque a lei assim permitia, foram eleitos como presidente e vice.
Ao renunciar, o moralista, populista e vaidoso Jânio que se elegeu com a promessa de varrer a CORRUPÇÃO, acabou proibindo biquini na praia e rinha de galos e finalmente renunciou. Jânio, cego pela vaidade, pretendia um golpe para governar pelo absolutismo, com apoio das Forças Armadas, com quem tinha grande proximidade, uns com os sabres, ele com a vassoura.
Aproveitando a viagem oficial de João Goulart à China, Jânio deixou o governo, esperando que a posse do vice não fosse permitida pelos militares.
Tancredo Neves foi encontrar Jango em Montevidéo para propor um meio-termo, a farsa do parlamentarismo.
Jango, ao contrário de Jânio, tinha o apoio da população, que queria ver o progresso do país e o retorno das forças de trabalho serem recompensadas com os lucros que nos eram tomados pelo empresariado que os remetia ao Exterior. Aceitou aquele acordo, desde que confirmado por um plebiscito meses depois.
O "golpe" ensaiado não deu certo e o povo derrubou aquela fraude.
Os Estados Unidos não queriam ver seus lucros e seu domínio rebaixados e sabendo que a agitação crescia a cada dia, tratou de investir pesado para conseguir o apoio militar e da sociedade civil dominante:  a elite.
Abaixo, dois vídeos mostrando o papel fundamental do maior articulador e arquiteto do GOLPE DE 1964:
Embaixador Lincoln Gordon
Vídeo das conversas com presidente norte-americano Lindon Johnson e assessores, inclusive ditando regras para esse odioso embaixador.
Vídeo sobre o golpe e a orquestração ditada por John Keneddy contra o Brasil, em face dos interesses norte-americanos nessa potência econômica, recheada de petróleo e outras riquezas.
Agora pense um pouco: Brizola, no Sul, já fazia a distribuição de terras improdutivas, os latifúndios e Jango iria fazer o mesmo em todo o país, inclusive alinhavando reformas de base nos sistemas: educacional, bancário, eleitoral, remessa de lucros das empresas estrangeiras ao Exterior, um "atentado" contra o governo imperialista!

Como seria HOJE nosso país se estas reformas tivessem tido êxito? teríamos o êxodo rural que tivemos?  e a concentração de gente nas cidades com todos os inconvenientes que conhecemos como superlotação de todos os serviços públicos e concessões? ônibus, postos de saúde, pronto socorros, comércio, indústria, escolas, tudo sempre lotado, mal cuidado e ruim.
Kennedy, Gordon e a CIA passaram a trabalhar ativamente, em conjunto com o empresariado brasileiro, especialmente paulista (parque industrial de relevo em todo o país!) e com as Forças Armadas, PARA QUE ESSAS REFORMAS NUNCA FOSSEM FEITAS E DERRUBARAM JANGO.
Vendidos ao grande capital, o que apenas agora começa a vir à tona e desmanchará a farsa do REBATE AO COMUNISMO, PORQUE MUITOS MILITARES SE ENRIQUECERAM POR MEIOS ILÍCITOS, O MAIS CONHECIDO SENDO O GENERAL KRUEL, as FFAA serviram como criadagem aos interesses do Tio Sam, figura marcante de cartuns da época, usando também as polícias. 



Em São Paulo a Polícia Civil pariu o monstro Fleury, sádico que promoveu a insanidade dentro do aparelho de repressão estatal e se "notabilizou" pela barbaridade com que fazia as vítimas a ele se dobrarem e beijar a mão do "papa".
Excelente programa do Observatório da Imprensa

                      Sobre a Ditadura de 64, assista:
Em breve, atendendo a pedidos, o Blog vai abordar outros tópicos da história recente do Brasil, onde ódio, suor escravo, lágrimas e muito sangue, regou as terras onde ainda hoje, apesar de toda luta e de vidas perdidas que continuam sendo ceifadas, não se consuma o ideal de Justiça & Paz.
PENSE NISTO antes de aderir aos objetivos da irresponsabilidade, oportunismo e subserviência aos interesses que não expressam a vontade da maioria que trabalha, luta, sofre e sustenta essas elites. 



Lute PRIMEIRO pela liberdade. Lute pelo direito de ver respeitados seus direitos e cumpra seus deveres, um deles: o de lutar. Lute por um ideal que faça bem à você e aos demais. 

Busque na História como terminaram seus dias os ditadores. Alguns exemplos: FILINTO MULLER morreu em desastre aéreo terrivel em Orly, França e VARGAS, dizem... suicidou-se. 


Jânio terminou pateticamente preso a uma cadeira de rodas, morrendo em crise respiratória e circulatória. Costa e Silva morreu aos poucos, depois de um derrame cerebral, um pouco antes da extinção do AI-5. Juscelino morreu em acidente de carro, embora haja dúvidas. Médici morreu de insuficiência renal e respiratória agudas, causadas por AVC. Tancredo Neves todos sabem da dúvida quanto à data e motivos da morte, oficialmente declarada como septicemia generalizada.

GEISEL morreu de câncer também generalizado.

FLEURY andava cercado de muita gente porque sabia que seus "amigos" já lhe tinham decretado o fim. MORREU AFOGADO, em menos de 1 metro de água ao cair de sua lancha no litoral norte paulista.

Figueiredo e Jango morreram de infarto.

Durante muito tempo se acreditou ter sido infarto a causa da morte de Jango, mas há agora evidências bem recentes de que foi assassinado com remédios manipulados a mando de agentes da CIA. Mesmo assim, foi infarto provocado.
Convém deixar o convite para que cada um pesquise a respeito do apoio dos Estados Unidos ao golpe, fornecendo material humano, tecnológico e financeiro, inclusive corrompendo chefes militares que foram cooptados para a derrubada do melhor presidente que o país já teve: João Goulart.








MESMO DEPOIS DE MORTO CONTINUOU INCOMODANDO OS PODEROSOS


NO GOVERNO DE DILMA ROUSSEF, SIMBOLICAMENTE FOI DEVOLVIDO A JOÃO GOULART, PELO CONGRESSO NACIONAL QUE HÁ QUARENTA ANOS APARELHOU O GOLPE MILITAR, O CARGO DE PRESIDENTE DA REPÚBLICA, EM CERIMÔNIA OFICIAL, COM HONRAS MILITARES.
Não trilhe caminhos com os que semeiam tempestades, porque você pode acabar encharcado, de tanto ódio.

Sandra Paulino
 

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

A PM DEFENDE OS PM?

Quem sou eu