sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

"... É GRAVE QUANDO O ESTADO MENTE! .."



A todos os que lêem o Blog, sugiro que meditem no título! Agora está acontecendo A MENTIRA OFICIAL comigo, antes aconteceu com um policial militar que disse a verdade e foi assassinado. 

Amanhã pode ser qualquer um de vocês.

Então falem, não tenham receio da VERDADE. Se não podem falar, usem o anonimato, mas tragam provas: FOTOS, VÍDEOS, GRAVAÇÕES.

Meus agradecimentos a vocês, cidadãos comuns, mas ESPECIALMENTE AOS POLICIAIS MILITARES, que fizeram no ano que passou e continuam a fazer a "diferença". 

A POLÍCIA MILITAR NÃO PODE CONTINUAR DE JOELHOS POR CONTA DESSES BANDIDOS OPORTUNISTAS!

Farei uma pequena retrospectiva de fatos marcantes e mostrarei como é que se persegue, dentro de um Estado policialesco, QUE MENTE E MATA!

São postagens carregadas de dor, expondo as feridas que a PM tem aberto em várias famílias, de civis inocentes, infratores  ou de policiais assassinados como o Soldado Nascimento, patrono do Movimento Nacional de Direitos Humanos de Policiais que ajudei a fundar: mndhpol.blogspot.com tendo sempre a marca desse ESTADO QUE MENTE!

ANTES, QUERO MOSTRAR COMO É HIPÓCRITA AQUELA PARTE DA PM QUE MANIPULA A VERDADE. A PARTE QUE TAMBÉM MENTE E EXPÕE A MENTIRA DE PÚBLICO, SEM UM PINGO DE VERGONHA, EM OUTDOORS QUE NÓS PAGAMOS NA COBRANÇA DOS PEDÁGIOS QUE SUSTENTAM AS CONCESSIONÁRIAS.

VAMOS VER.

Em 22 de fevereiro de 2012, este post traz uma “amostra” da proteção que se dá a quem comete crimes na PM:


RECEITA SOBRE COMO UM CAPITÃO AGE PARA ENCOBRIR UM CRIME PRATICADO POR UM TENENTE!


A PARTE MENTIROSA DA PM, FAZ DE CONTA QUE SÃO HERÓIS, ALGUNS OFICIAIS QUE NA VERDADE TINHAM DE SER  SUBMETIDOS A PROCESSO ADMINISTRATIVO COMO CONSELHO DE JUSTIFICAÇÃO, ALÉM DE IPM POR CRIME DE PREVARICAÇÃO, COAÇÃO DE TESTEMUNHA, DIREÇÃO PERIGOSA E LESÃO CORPORAL ENTRE OUTROS CRIMES, PARA ALGUNS OFICIAIS QUE SE ENTREGAM A TODO TIPO DE DESVIO, COMO:

1)DIRIGIR BÊBADO; 2)EM ALTA VELOCIDADE PELO ACOSTAMENTO (RODOVIA CASTELO BRANCO NO DIA 20 DE DEZEMBRO DE 2011); 3) ATROPELAR E FERIR GRAVEMENTE UM CAMINHONEIRO, ESCONDENDO A OCORRÊNCIA DA DELEGADA DE PLANTÃO EM BARUERI NO TRECHO QUE É DA SUA CIRCUNSCRIÇÃO; 4) SOCORRER A VÍTIMA MAIS DE 100 KM DISTANTE DO LOCAL DO ATROPELAMENTO, QUANDO O HOSPITAL DE BARUERI ESTAVA A MENOS DE 15 KM; 5) ESCONDER A VIATURA DESTRUÍDA NO PÁTIO DA CONCESSIONÁRIA; 6) OCULTAR ESSA VIATURA DO EXAME PERICIAL FEITO EXCLUSIVAMENTE PELA POLÍCIA CIENTÍFICA E 7) EXIMIR-SE DO EXAME DE DOSAGEM ALCOÓLICA.

Tudo isto COM ACOBERTAMENTO do capitão comandante da companhia respectiva, que além de não apresentar a ocorrência na delegacia de Barueri, só abriu investigação quando o caso já tinha se tornado mais sério: O MOTORISTA ATROPELADO FICOU COM LESÃO PERMANENTE.

E NÃO ADIANTA ME INTIMIDAR NEM AMEAÇAR COM PROCESSO, PORQUE SERÁ MESMO NESSA OPORTUNIDADE QUE VOU MOSTRAR TODAS AS PROVAS QUE TENHO, INCLUSIVE A GRAVAÇÃO DAS CONVERSAS QUE FORAM FEITAS COM O MOTORISTA E SEUS “FAMILIARES”: UM CASAL DE AMIGOS QUE SABE QUE O PATRÃO DO CAMINHONEIRO ESTÁ PAGANDO TUDO QUIETINHO PORQUE ELE NÃO ERA REGISTRADO CONFORME MANDA A LEI TRABALHISTA. O PATRÃO É O INTERMEDIÁRIO ENTRE UMA GRANDE EMPRESA DE CONSTRUÇÃO QUE NEGOCIA DIRETAMENTE COM O GOVERNO DO ESTADO E ALGUNS PRESTADORES DE SERVIÇO.

HOJE, PERPLEXA, VI NO RODOANEL A FOTO DO TENENTE ATROPELADOR, COM UMA FRASE QUE RESUME TODA A HIPOCRISIA COM QUE ESSA MILICIA TRATA OS CONTRIBUINTES, USUÁRIOS DAS RODOVIAS DO ESTADO DE SÃO PAULO:


“... O TRÂNSITO É FEITO DE PESSOAS, RESPEITE...”


COMO CONFIAR NA PMRV, EM PESSOAS TÃO HIPÓCRITAS???????





ESTA É PARTE DA POLÍCIA MILITAR RODOVIÁRIA DE SP!

 A PARTE QUE MENTE E EXPÕE A MENTIRA EM OUTDOOR!




Infelizmente, há coisas ainda piores, como você verá...

Neste início de ano, logo no primeiro dia de trabalho, fui alvo de emboscada de bandidos usando FARDA, ARMA E VIATURA OFICIAL, interessados em intimidação e ameaça contra mim!

Com sirene ligada bem em frente ao meu escritório, no centro da Granja Viana, em Cotia, filmaram a fachada, dois veículos e assim agiam quando dois clientes que comigo estavam, dois policiais militares de Ibiúna, foram atender aos “companheiros de farda” para saber o que filmavam, pois os carros estavam estacionados regularmente e nada havia de interesse policial no local.

Foram filmados também esses meus clientes e quando eu saí para saber do que se tratava, os bandidos passaram a me filmar e a passar informações não sei para quem, dizendo “ELA ESTÁ AQUI!”

Resolvi filmar também, para ficar bem claro o que os bandidos fardados faziam, tendo a impressão de já conhecer um deles, de outra ocorrência:

video


video


video

video

Fiquei sabendo por um tenente que trabalha em Ibiúna, E QUE POR TELEFONE ME DISSE SER O TENENTE PEDROLLI, que é "normal" a PM se utilizar do batalhão de área, no caso a PM DE COTIA, para entregar INTIMAÇÕES.

Ora, eu recebi uma intimação profissional no dia 3 de janeiro por “e-mail” do 40BPM/I-2ª.CIA e nesse mesmo dia comuniquei à Corregedoria sobre o modo irregular como o ato foi praticado, coisa meio fora de rotina, porque tem o RDPM, as I-16PM, enfim, não é o RD-QUERO. Pelo menos comigo, que não devo subordinação nem hierarquia aos coturnos, não é assim!

No dia seguinte, dois bandidos vieram me intimidar, filmar meu escritório e me ameaçar. Tudo OFICIAL. Só que agora ninguém assume! nem o comandante deles, tenente DIAS, que me disse que não sabia de nada!

Até onde foi possível me informar, parece que a PM de Ibiúna quer esconder alguma coisa relacionada com um ex-policial militar acusado, processado, julgado e condenado por peculato e prevaricação, que agora é advogado!

Pelo que consta do processo de meus clientes intimidados e filmados dia 4 de janeiro, um tenente de Ibiúna teria mandado soltar indevidamente um preso, porque era SEU AMIGO! E PARA MOSTRAR QUE TEM PODER, AINDA MANDOU ABRIR INVESTIGAÇÃO DISCIPLINAR CONTRA OS MEUS CLIENTES, AGORA DUPLAMENTE INTIMIDADOS.

Resultado das ameaças, filmagem com finalidade intimidativa , enfim toda a "lambança": TODOS PARA A CORREGEDORIA.

Fica, para mim, a impressão de que essa perseguição nunca vai parar... é uma forma velada e sobretudo CONSENTIDA POR ESCALÕES SUPERIORES, de me calar, dissuadir de novas denúncias e também de afastar a clientela. 

Alguns chegam a falar abertamente das pressões que sofrem até de juízes da área militar. Algo do tipo: “se contratar a doutora Sandra, já sabe!” e assim, pensam, ficarão livres de mim.


Como nada acontece por acaso, vamos recordar como 

foi que tudo começou...


Em abril de 2011, um policial militar profundamente pressionado pelas intimidações de seus comandantes, me procurou pedindo ajuda. 

O Sd PM JULIO CÉSAR LIMA DO NASCIMENTO me contratou para defesa em investigação onde sofreu acusação indevida, na verdade, uma espécie de vingança por ele ter prendido vários “companheiros” em flagrante roubo de carga no Embu das Artes, em dezembro de 2006, quando era subcomandante o major HENRIQUE DIAS.

Por orientação da Corregedoria, o Sd NASCIMENTO, depois de prender seus colegas de farda, foi transferido para Osasco. Algum tempo depois, sofreu um “assalto” quase chegando em casa, em Cotia, levando dois tiros na coluna cervical e foi para o hospital junto com o bandido que ele também acertou e que foi preso.

Mais algum tempo se passou e por conta de uma falsa acusação de um certo “OUVIDOR DE DIREITOS HUMANOS DE COTIA”, de ter dado sumiço no bandido, o Sd NASCIMENTO passou a sofrer acusações postas em denúncias também assinadas pela promotora de justiça MARIA GORETE PIMENTEL MARQUES.

O Sd NASCIMENTO respondia 3 ou 4 processos por falsa comunicação de crime, ameaça, etc, tudo relacionado com o "assaltante", que tudo indica, era um encarregado da desforra por ter atuado dentro da lei, no Embu. Felizmente, estava sendo absolvido de todas essas acusações, aliás, na mesma época em que o tal OUVIDOR foi preso tentando extorquir 10 mil reais de um guarda municipal de Cotia, com direito a filmagem autorizada pela Justiça...

O Sd NASCIMENTO quase ficou paralítico, mas conseguiu se recuperar, voltou para Osasco e reencontrou o agora tenente coronel HENRIQUE DIAS que mandou abrir a investigação contra ele pelo sumiço do assaltante.

Foi então que o comandante deu de cara comigo como Defesa do soldado! E num dos telefonemas que tivemos, ele esqueceu o celular ligado e eu gravei tudo o que ele falou... durante mais de 2 horas e meia. Se durante a ligação era uma pessoa polida e cordata, quando não sabia que estava sendo gravado esse mesmo coronel me chamava de "filha da puta" e adiantava que logo iria aparecer a "putaria" que eram os mandados de segurança impetrados por mim contra as barbaridades que se fazem contra os menores, os Praças.

É sabido, na vida de quartel, que Oficial protege Oficial, ou, CORVO NÃO COME CORVO.

O CONDEPE – CONSELHO DE DEFESA DOS DIREITOS DA PESSOA HUMANA conheceu todo o histórico de perseguições contra o SD NASCIMENTO desde quando ele pessoalmente contou tudo ao advogado RILDO MARQUES DE OLIVEIRA, em 30 de maio de 2011.

Entreguei todo o material gravado, ao Ministério Público, na pessoa do procurador de justiça, VIDAL SERRANO NUNES JUNIOR que era assessor do procurador geral. 

Foi instaurado um inquérito policial na Delegacia Seccional de Osasco, onde o coronel consta como AVERIGUADO e o Sd NASCIMENTO  como VÍTIMA. Ele foi depor no dia 3 de agosto de 2011 e contou muitas coisas, entre outras, o comprometimento do seu comandante com GRUPOS DE EXTERMÍNIO e ROUBO DE CARGA. 

Percebi o desespero dos policiais ao verem que o Sd NASCIMENTO tinha coragem de falar a verdade; um delegado propôs acordo e eu sugeri o que ele podia fazer com a proposta...

UM MÊS DEPOIS, O SOLDADO NASCIMENTO FOI ALVEJADO E MORTO COM 18 TIROS NA FRENTE DE SUA CASA NO MORRO DO MACACO EM COTIA, NA TARDE DE DOMINGO, 4 DE SETEMBRO DE 2011, ENQUANTO CONVERSAVA COM SUA MÃE. DOIS GAROTOS CHEGARAM NUMA MOTO E PÁ!

Na primeira parte do vídeo abaixo, está a denúncia que fiz no Senado Federal, na segunda, a notícia policial na imprensa.


Tive de sair de casa, levada pela Polícia Federal, abandonando tudo, menos a minha família, indo morar todos, provisoriamente em Brasília. O CONDEPE deu nota sobre o caso:

Policial Militar que acusava grupos de
extermínio e corrupção é assassinado
            Na tarde de 4 de setembro, o soldado PM Júlio Cesar Nascimento foi assassinado com 15 tiros, a maioria deles desferido contra a cabeça, na porta de sua casa e na presença dos familiares. O policial havia procurado o CONDEPE (Conselho Estadual de Defesa da Pessoa Humana) de São Paulo, em julho, afirmando estar sendo perseguido administrativamente pelos seus superiores desde 2006 e que respondia a alguns procedimentos internos. Alegou que, após uma apreensão de carga roubada em Itapevi, que culminou com a prisão de 10 homens da PM, foi transferido de batalhão, e que após este episódio passou a ser desqualificado e a receber uma série de punições sem causas justas. Reclamou que nos processos de apuração não havia isenção nas decisões e que, havendo contratado advogada para sua defesa, os conflitos haviam aumentado.
Junto do PM compareceu também no CONDEPE sua advogada, Sandra Paulino, que também relatou uma série de perseguições e ameaças feitas por policiais militares da região do CPMA8. Júlio Cesar se prontificou a entregar no mês de agosto uma série de provas de ilicitudes que ocorriam no CPMA8 da Policia Militar, e encorajado fez depoimento no ultimo dia 10 de agosto na delegacia de Osasco, apontando várias irregularidades do Comando da Policia Militar. Em contato telefônico com o CONDEPE, Júlio Cesar dizia ter recebido várias ameaças e as provas destas ameaças seriam entregues ao CONDEPE.
Sua advogada, recebendo também várias ameaças, solicitou proteção, sendo que o CONDEPE oficiou ao Comando Geral da PM e a Secretaria de Segurança Pública no dia 12 de agosto. Não obtendo respostas Sandra Paulino foi submetida ao Programa de Proteção de Defensores de Direitos Humanos do Governo Federal, sendo atendida no dia 18 de agosto.
Sandra Paulino vinha recebendo ameaças e lavrou boletim de ocorrência no dia 25 de agosto. No caso de Júlio Cesar, havia estudos para incluí-lo no PROVITA, mas não houve tempo de as provas chegarem. Sua advogada foi retirada de São Paulo pelo Governo Federal, já que após a morte de Júlio Cesar continuou a receber ameaças. Isto porque a Policia Militar, sendo comunicada das ameaças sofridas após a morte do soldado Nascimento, diz não poder ajudar na proteção de Sandra Paulino.
Em contato com vizinhos na região, a polícia disse tratar a morte de Júlio Cesar de conflito com traficantes, o que indica possível descaracterização das ameaças que o PM vinha sofrendo.
O CONDEPE solidarizou-se com os familiares do soldado Júlio Cesar Nascimento e pediu que o DHPP investigasse o caso, prontificando-se a entregar provas e pistas sobre os fatos anteriores a sua morte.
 Disponível em http://www.centrosantodias.org.br/page_10.html. Acesso em 4 out. 2011.


Continuei caminhando, mesmo sem ter livre mobilidade, não parei pra contar os danos nem pra contar o tamanho do descaso de autoridades hipócritas, mentirosas, omissas e ASSASSINAS, porque quem consente com tudo isto, é co-autor também...



POR ISTO É QUE NÃO PARAM AS AMEAÇAS E OS 


ATENTADOS, TODOS REGISTRADOS E TODOS SEM 


INVESTIGAÇÃO.




O ASSASSINATO DO SD NASCIMENTO FOI CONTADO EM VÁRIAS POSTAGENS NESTE BLOG E AINDA NÃO ACABOU...

O primeiro foi em 6 de setembro de 2011:

MATARAM O SOLDADO NASCIMENTO!   

                       
Depois em 4, 5 e 7 de outubro:

DESDE QUE NÃO ATRAPALHE O QUÊ CORONEL CAMILO?

ASSASSINATO DO SD NASCIMENTO DO 42 BPM/M EM OSASCO - 1 MÊS DEPOIS TUDO O QUE SE TEM É A TENTATIVA DE DESQUALIFICAR A VÍTIMA!

ACABOU O LUTO. AGORA É LUTA!


http://blogsandrapaulino.blogspot.com.br/2011_12_01_archive.html


Teve outros, em 10, 22 e 30 de dezembro

 

DECLARAÇÃO UNIVERSAL DE DIREITOS HUMANOS



Amaury Ribeiro Jr.: "Negociatas envolveram milhões de dólares em corrupção e propina"

http://mndhpol.blogspot.com.br/2011/12/corregedoria-investiga-morte-de-pm-que.html





E MESMO ASSIM, O ESTADO CONTINUOU MENTINDO. E TENTANDO ME CALAR.


Os “métodos” de dissuasão usados pela milícia paulista são variados e a postagem de 16 de janeiro de 2012 tem fotos e áudio provando o envolvimento de gente “treinada” no atentado em plena noite de natal, depois reforçado com “assalto” bem em frente ao meu escritório, tudo, claro, sem qualquer investigação.


Em Brasilia deixei tudo registrado para a Presidenta Dilma e falei também na Comissão de Direitos Humanos do Senado Federal com apoio do Senador Paulo Paim, que prometeu mandar tudo ao Ministro da Justiça Eduardo Cardozo.

Depois de algum tempo, percebi que nada do que fiz foi em vão, porque SP teve de ASSUMIR QUE INVESTIGOU E DAR RESPOSTAS PÚBLICAS DO RESULTADO.

E era tudo uma grande MENTIRA.

No finalzinho de março, o Jornal da Band, da Rede Bandeirantes de Televisão começou a exibir uma série de reportagens sobre os grupos de extermínio e a mostrar como PMS se travestem de matadores, saem da viatura, matam, voltam, tiram o disfarce e vão atender a “ocorrência”.

Foram cinco dias de reportagens, um final de semana e a segunda-feira 02 de abril em que o CORONEL CAMILO caiu:

COMEÇA A QUEDA DA BANDA PODRE QUE MANDOU MATAR O SD NASCIMENTO

http://blogsandrapaulino.blogspot.com.br/2012_04_01_archive.html

 

nO DIA  11 DE ABRIL DE 2012, POSTEI NO BLOG TODO O MATERIAL RECEBIDO EM CÓPIAS DE BRASILIA: http://blogsandrapaulino.blogspot.com.br/2012/04/verdade-e-que-o-comando-geral-mente.html

A VERDADE É QUE O COMANDO GERAL MENTE!

 

Documentos que recebi do Ministério da Justiça e Secretaria Nacional de Segurança Pública, depois de meus relatos sobre os descalabros na PM de SP especialmente no assunto GRUPOS DE EXTERMÍNIO foram postados publicamente e logo depois, fui orientada a suspender todas as postagens sobre a morte do Sd NASCIMENTO para não atrapalhar investigações da POLÍCIA FEDERAL. 
Destaco DESSA POSTAGEM que gerou tanto ódio da PM contra mim, o seguinte trecho:


“ ... O COMANDO GERAL DO CEL PM ALVARO BATISTA CAMILO REFERE O PROTOCOLO GERAL GS N°15913/11 DA DENÚNCIA FEITA Á PRESIDENTA DILMA ROUSSEF SOBRE O ASSASSINATO DE POLICIAIS MILITARES QUE DENUNCIEM ABUSOS, DESVIOS E CRIMES NA POLÍCIA MILITAR DO ESTADO DE SÃO PAULO. SEGUNDO O COMANDANTE, A CORREGEDORIA PM NÃO COMPROVOU A DENÚNCIA FEITA, NEM A PARTICIPAÇÃO DE QUALQUER POLICIAL NA AUTORIA DOS DELITOS MENCIONADOS.

O CEL CAMILO AINDA SE ESTENDE -- E ESCORREGA FEIO! -- NOS DETALHES DA MENTIRA, DIZENDO DE SUPOSTA RECLAMAÇÃO DA ADVOGADA SANDRA PAULINO NA OUVIDORIA DA POLÍCIA SOBRE A INCLUSÃO DE SEU NOME EM UMA LISTA DE PESSOAS A SEREM VÍTIMAS DE HOMICÍDIO, O QUE, ABSOLUTAMENTE NÃO CORRESPONDE À VERDADE, PORQUE A OUVIDORIA NÃO RECEBEU QUALQUER QUEIXA NESSE SENTIDO.

A VERDADE É QUE NO DIA 19 DE DEZEMBRO, SANDRA PAULINO FOI INFORMADA POR POLICIAIS MILITARES QUE HONRAM A CORPORAÇÃO PAULISTA, SOBRE A TAL LISTA, E PEDIU APOIO DO SENADOR EDUARDO MATARAZZO SUPLICY PARA PROVIDÊNCIAS JUNTO AO MINISTÉRIO PÚBLICO. CONSTA DESSE PEDIDO:

Essa informação seria de conhecimento de vários segmentos da imprensa nacional, tanto que dois jornalistas de emissoras de televisão diferentes me telefonaram e deram conta de que tal lista teria sido entregue a uma promotora de justiça do GAECO chamada Patrícia, na quinta-feira, dia 15 p.p., sendo o primeiro nome, o de meu cliente, Sd PM JULIO CESAR DE LIMA DO NASCIMENTO, que foi assassinado em frente sua casa, em Cotia, há pouco mais de três meses, justamente depois de ter prestado depoimento contra seu comandante, Ten Cel PM HENRIQUE DIAS, do 42BPM/M, em Osasco. Informo que as denúncias que fiz e continuo fazendo contra os desvios verificados na Polícia Militar são o motivo mais provável desse tipo de ameaça e os órgãos de segurança do Estado, não tem dado resposta adequada a essas ocorrências. Ao contrário, o MP, através do GAECO determinou instauração, após entrega de mídia ao dr. VIDAL SERRANO NUNES JUNIOR, que envolve esse Oficial para ser periciada.

O SENADOR SUPLICY ENVIOU OFÍCIO AO PROCURADOR GERAL DA JUSTIÇA, FERNANDO GRELLA VIEIRA, NO MESMO DIA 19 DE DEZEMBRO, PEDINDO PROVIDÊNCIAS SOBRE O CASO...”


Interessante o comportamento do Executivo Paulista e também do Ministério Público, cujo chefe era o atual Secretário de Segurança Pública FERNANDO GRELLA VIEIRA que não fez ABSOLUTAMENTE NADA EM PROL DA MINHA SEGURANÇA E DE MINHA FAMÍLIA.
Recebeu ofício n°. 1195/2011 em 19 de dezembro de 2011 do Senado Federal, falando sobre LISTA DE MARCADOS PARA MORRER, que tinha sido entregue por um jornalista ao Ministério Público onde meu nome está colocado em 2° lugar como marcada para morrer.
O 1° nome era o Sd NASCIMENTO.

Quando o Senador Suplicy telefonou ao Procurador  GRELLA VIEIRA, no dia 23 de dezembro de 2011 perguntando como estava o andamento do caso sobre A TAL LISTA, ele disse que TINHA TOMADO TODAS AS PROVIDÊNCIAS.

Muito ao contrário, sofri um atentado grave, NO DIA SEGUINTE, quando fui perseguida por uma van em alta velocidade, tentando bater no meu carro e me fazer parar, certamente não pra me entregar algum “PRESENTE”, porque afinal, era véspera de Natal.

Horas depois, a van estava queimando próximo dos portões de minha casa.

Estranhamente a PM não quis vir atender essa ocorrência e durante mais de duas semanas pedi insistentemente que os destroços da van fossem recolhidos para perícia. Mas a PM não queria PROVAS que pudessem registrar o que eu dizia:

Meses mais tarde, tudo que a PM fez, foi mandar um péssimo Oficial, comandante de Cotia, me telefonar para fazer uma investigação superficial. Tudo por telefone. 

Depois de alguns meses o incansável Senador Eduardo Suplicy enviou ofício ao MP e quis saber do andamento da investigação determinada sobre a LISTA DE MARCADOS PARA MORRER, mas nada tinha sido feito. Fui eu mesma quem descobriu que tudo tinha sido arquivado, depois de ser alvo da intimidação de uma promotora de justiça, SANDRA DE OLIVEIRA, do GAECO-GRUPO DE ATUAÇÃO ESPECIAL CONTRA O CRIME ORGANIZADO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DE SP.

A própria representante do MP patrocinando um verdadeiro escândalo nas dependências de um órgão institucional que tem o dever de zelar pela segurança dos cidadãos e LEGALMENTE É O DONO DA AÇÃO PENAL contra infratores, tentou me desqualificar, adiantando que sabia de meus “antecedentes”.

Tive um acesso de náusea e saí da sala do MP que ela disse ser DELA, ficando a esperar o acesso aos autos na recepção. Mas a mulher queria briga, queria escândalo, queria algo que pudesse depois usar contra mim! Sempre a mesma ladainha...

Que vergonha ela passou depois que mandou um recibo malicioso para eu assinar e nele mesmo fiz constar várias observações para registro do que se passou naquela sala onde estava preparado para mim um assento com várias câmeras de vídeo para gravar meu “comportamento”.  

Foi uma surpresa quando eu cheguei acompanhada de vários “desconhecidos”... teve um promotor, tão arrogante e mal educado, que chegou ao absurdo de dar secamente uma ordem a um dos meus acompanhantes “FECHA ESSA PORTA AÍ!” e me obrigou a responder que não tinha serviçais nem parte de sua criadagem nas pessoas que estavam comigo para minha proteção. Sujeito esquisito aquele promotor...

Então, ESTE É O TIPO DE PROVIDÊNCIA QUE O MINISTÉRIO PÚBLICO DE SP COSTUMA ADOTAR QUANDO PESSOAS SÃO AMEAÇADAS DE MORTE PORQUE FALAM A VERDADE!

E depois não se conformam quando o Ministério Público Federal diz a verdade e ainda faz audiência pública, em julho de 2012, mostrando como é grave a situação que enfrenta a população quando o Estado MENTE.

Nenhum comentário:

Arquivo do blog

A PM DEFENDE OS PM?

Quem sou eu